Pinto da Costa: «O FC Porto precisa que as arbitragens estejam à altura»

Presidente lembra "vergonha" no jogo da Taça em Chaves

• Foto: Hugo Monteiro

Pinto da Costa afirmou esta segunda-feira que "ainda é muito cedo" para serem feitas avaliações sobre o trabalho de Fontelas Gomes no Conselho de Arbitragem. Mas, quando questionado sobre o que precisa o FC Porto no mercado de janeiro, o presidente respondeu de forma conclusiva.

"O FC Porto precisa que as arbitragens estejam à altura daquilo que todos desejamos para a verdade desportiva. Ainda é muito cedo para observações. Ao fim de 13 jogos não se pode fazer uma avaliação ao Conselho de Arbitragem. O Fontelas Gomes não decide sozinho, é prematuro fazer comparações", explicou em entrevista ao Jornal de Notícias.

O dirigente dos dragões recordou depois o que diz ter sido uma "vergonha" no jogo da Taça de Portugal em Chaves, no qual o FC Porto foi eliminado da competição: "A arbitragem está tão bem… está excelente. Não foi só o FC Porto a falar, toda a gente viu o que se passou. Senti unanimidade que estava a ser demais, o que se passou em Chaves é uma vergonha para o futebol. Disse-me o presidente da AF Porto que objetivo foi tirar o FC Porto da Taça de Portugal, porque se fosse à final a AF Porto recebia 5 por cento das receitas, por isso foi um árbitro de Lisboa. De resto, um colaborador nosso escreveu a verdade e fomos ameaçados com processos e inquéritos por termos dito que o árbitro foi uma desgraça. Só não erram os animais. Errar é humano, mas têm alguma explicação para aquela arbitragem de João Capela em Chaves?".

Recorde-se que os dragões estiveram na final da prova na época passada, onde acabaram derrotados pelo Sp. Braga.

Por Rui Sousa e Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.