Plantel do FC Porto marca posição perante os Super Dragões e acaba assobiado

Jogadores fizeram a roda final longe da claque e saíram sem se despedir

Contrariamente ao que é habitual, a roda final dos jogadores e treinadores do FC Porto, depois da goleada caseira ao Aves (4-0) não foi feita tão perto do topo sul, onde estão os Super Dragões. Desta feita, a equipa ficou bem no centra do relvado e, após o regressado Aboubakar usar da palavra, a equipa agradeceu mas não se dirigiu à bancada onde está aquela claque portista.

Sérgio Conceição: «São problemas de família e ficam entre família»
Os jogadores, Sérgio Conceição e restantes elementos foram diretos ao balneário e, enquanto abandonavam o relvado, ouviram assobios por parte dos Super Dragões, que ao mesmo tempo entoaram cânticos como "Porto é nosso e há-de ser".

Esta situação vem na sequência da contestação à equipa por parte da claque após o empate em Vila do Conde, em que Sérgio Conceição e Pinto da Costa deram mesmo a cara junto ao autocarro da equipa, à saída do estádio.

O momento em que Fernando Madureira fez uma vénia ao plantel do FC Porto
Equipa de regresso e pazes feitas...

Porém, cerca de 15 minutos depois, a equipa voltou, perante um estádio quase vazio, para agradecer diretamente a esta e outras claques, terminando num momento de comunhão. Alguns futebolistas acabaram mesmo abraçados a alguns elementos da claque e Héctor Herrera pegou no megafone para falar e foi altamente aplaudido após o seu discurso.

Depois dos assobios, Conceição e a equipa do FC Porto voltaram ao relvado para agradecer às claques

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.