Quarto árbitro acalmou Casillas

Espanhol muito interventivo no banco 'obrigou' Manuel Mota a dirigir-se ao guarda-redes do FC Porto

• Foto: José Reis/Movephoto

A exemplo do que acontecera na meia-final frente ao Benfica, Casillas foi suplente não utilizado pelo FC Porto. Mas mesmo nessa condição, o guarda-redes espanhol faz sempre questão de ter um papel interventivo junto dos companheiros em jogo. Ora de pé, ora sentado no degrau do banco de suplentes, Casillas foi aplaudindo ou corrigindo as decisões dos colegas.

Até que Manuel Mota, quarto árbitro, dirigiu-se ao banco dos dragões para acalmar o guarda-redes, ao minuto 36, ordenando ao jogador que respeitasse o limite da área técnica.

Casillas lá teve de se conter nas suas intervenções, mostrando a sua face mais tranquila após o 1-0, aconselhando os portistas em campo... a terem calma.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.