"Relvado miserável", "antijogo" e 'bicada' à FPF: FC Porto avalia jogo com Marítimo

'Dragões Diário' sublinha palavras de Sérgio Conceição sobre encontro da 9.ª jornada

A carregar o vídeo ...
Sérgio Conceição: «Já sei que vão insultar-me nas redes sociais... estou a cagar-me para isso»

"O FC Porto perdeu dois pontos na Madeira, onde esbarrou na muralha defensiva, no relvado miserável e no antijogo do Marítimo e empatou a uma bola". É desta forma que o 'Dragões Diário' começa por avaliar o encontro de quarta-feira da 9.ª jornada (1-1), não poupando críticas à arbitragem.

"O treinador considera que o FC Porto criou oportunidades 'suficientes para ganhar' e recorreu aos factos para criticar a arbitragem: 'O adversário tentou levar um pontinho de todas as formas e o árbitro foi conivente. Tivemos 70% de posse de bola e mais amarelos'. Em resumo, 'o árbitro não teve critério'. O escasso tempo útil de jogo também foi objeto de crítica por Sérgio Conceição, e o que se jogou durante os sete minutos e 23 segundos do já curto período de compensação confirma a razão do técnico: foram menos de três minutos com a bola a rolar", pode ler-se na newsletter diária dos azuis e brancos.

E prosseguem: "Rolar, neste caso, é uma força expressão, uma vez que o estado do relvado era deplorável. Como disse Sérgio Conceição, estava encharcado, apesar de há muito não chover na Madeira. E a realização naquele mesmo estádio, 48 horas antes deste encontro, de um jogo seleção feminina de sub-17 de Portugal também não terá ajudado. Alguém na Federação Portuguesa de Futebol lá saberá porque foi escolhido..."

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.