SAD do FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

Trinta milhões agora e em janeiro podem ser mais 20

• Foto: José Reis/Movephoto

A SAD do FC Porto encaixou esta segunda-feira 30 milhões de euros (ME) com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 ME em janeiro.

Em causa está a alteração aos termos e condições da operação de titularização de créditos denominada 'Dragon Finance n.º 1', que tem a Sagasta Finance - sociedade de titularização de créditos - como emitente, realizada em 24 de maio de 2018, e que teve como objeto a titularização dos créditos decorrentes do contrato de cessão de direitos de transmissão televisiva dos jogos no Estádio do Dragão, a contar para a primeira Liga, entre a SAD portista e a Altice, segundo o comunicado disponível na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A operação de maio do ano passado permitiu um encaixe de 100 milhões de euros aos cofres dos 'azuis e brancos' e a alteração hoje anunciada "teve por objetivo a prorrogação da maturidade média prevista aplicável às obrigações titularizadas emitidas em 24 de maio de 2018", lê-se no documento.

Esta alteração implica a "correspondente emissão de obrigações de titularização adicionais pela Sagasta no montante de 30 milhões de euros adicionais na presente data e no montante máximo de 20 milhões de euros adicionais em janeiro de 2020, a título de acréscimo do preço de compra e venda dos créditos", especificou a SAD do FC Porto.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.