SAD do FC Porto regista recorde negativo de 116,1 milhões de euros

Dados do Relatório e Contas de 2019/20

A SAD do FC Porto apresentou um recorde negativo 116,160 de milhões de euros, resultante do exercício da época 2019/20. O Relatório e Contas está a ser apresentado neste momento no Estádio do Dragão e Record vai informá-lo de todos os números.

Os resultados com transações de passes de jogadores foi de apenas 551 mil euros, "um valor invulgarmente baixo para a sociedade, que se justifica pelo adiamento do prazo de abertura do mercado de transferências, bem como ao facto de as competições se terem prolongado para além do encerramento doperíodo em análise, o que impossibilitou a venda de direitos desportivos de jogadores ainda antes de 30 de julho, de forma a serem tidas em consideração ainda no exercício 2019/2000", escreveram os dragões no documento divulgado.

Uma quebra relevante a este nível, depois dos quase 42,7 milhões de euros registados no exercício anterior no que toca à transação de passes de jogadores. 

Entre outros valores, regista-se uma redução dos proveitos operacionais excluindo proveitos com passes de jogadores em 88,997 milhões de euros, "consequência da descida generalizada de todas as rubricas que as constituem, com justificação óbvia nos impactos provocados pela pandemia".

Dentro deste capítulo, destaque para as os encaixes referentes às provas UEFA, que caíram de quase 81 milhões de euros (exercício de 2018/19) para praticamente 10 M€ em 2019/20. As verbas referentes aos direitos televisivos também sofreram uma quebra a rondar os 6 milhões, caindo dos 42,6 milhões para os 36,1 M€.

Há também uma redução dos custos operacionais excluindo custos com passes em 11,718 milhões de euros, "principalmente devido à diminuição dos custos com pessoal". Dentro deste ramo, os custos com pessoal diminuíram em relação ao exercício anterior, passando de 91,6 milhões de euros para 82,9 M€.

O passivo da SAD subiu de 408,1 milhões de euros para os 451,9 milhões em 2019/20, ao passo que o ativo decresceu de 373,3 milhões de euros para os 300,6 milhões de euros.

Neste documento, o FC Porto admite ainda que terão de ser registadas novas mais-valias na transação de passes de jogadores para ser cumprido o fair-play financeiro. A SAD espera cumprir esse processo no final do exercício de 2020/21.

Por Record
361
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.