Sem golos nem troféu é tradição a quebrar

Baliza inviolável não significa êxito

• Foto: Simão Freitas

Chegar ao Jamor sem golos sofridos não significa obrigatoriamente uma maior probabilidade de conquista da Taça de Portugal. E o FC Porto que o diga, pois nas duas ocasiões anteriores na era Pinto da Costa em que conseguiu tal registo – tal como acontece esta época – acabou por sair derrotado do Estádio Nacional.

A primeira vez ocorreu em 1984/85, época em que os dragões de Artur Jorge entraram no relvado com uma marca de dez golos marcados e nenhum consentido, e acabaram derrotados pelo Benfica de Pal Csernai (3-1). Mais recentemente, em 2007/08, com Jesualdo Ferreira ao comando, o FC Porto chegou ao Jamor com 12 tentos apontados e, de novo, sem golos sofridos. Um bis de Rodrigo Tiuí haveria de dar o troféu ao Sporting, orientado por Paulo Bento.

Diga-se que em 17 finais da Taça de Portugal na era Pinto da Costa, o FC Porto venceu 12 e perdeu apenas cinco.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.