Sérgio Conceição bem ao seu estilo: os papagaios, um almoço e um balneário sem meninos

Técnico do FC Porto na conferência de imprensa encontro de quarta-feira frente ao Marítimo

• Foto: Peter Spark/Movephoto

O FC Porto desloca-se sexta-feira (18h45) ao terreno do Marítimo, em duelo da 9ª jornada da Primeira Liga, e Sérgio Conceição anteviu dificuldades num campo "tradicionalmente difícil". Entre os "papagaios" que não entendem como os azuis e brancos jogam, um almoço prometido para falar de futebol e um balneário sem "meninos", o treinador dos azuis brancos foi fiel à sua maneira de estar na antevisão ao encontro com os madeirenses, sempre realçando que a equipa tem que ter a "determinação" necessária para se manter na liderança do campeonato.

Jogo com o Marítimo

"O Marítimo é uma equipa tradicionalmente difícil no seu estádio e nós temos que estar preparados para essas dificuldades. De certa forma temos que fazer um jogo que nos deixe satisfeitos, principalmente com o resultado e também com a exibição. Os três pontos são o mais importante"

Ausência de marega

"Jogam 11… ficaram 15 de fora. O que é que posso dizer? Já falei tantas vezes das ausências que vou começar a ser chato e repetitivo. Nós olhamos para aquilo que são os treinos e para o dia a dia. Fisicamente ou emocionalmente, há jogadores que nos dão mais garantias e nós optamos pelos que estão em melhor forma"

Abordagem ao jogo com o Famalicão é para continuar?

"Temos um avião para apanhar... tinha muito gosto para explicar certas coisas. Temos que combinar um almoço. Os nossos princípios defensivos e ofensivos não mudam de um dia para o outro, mas há nuances diferentes. Com o Coimbrões foi uma forma de atuar. Young Boys outra, Famalicão igual, mas os princípios estão lá. Somos uma equipa pressionante. Vimos a baliza adversária mas não de uma forma cega, sabemos a forma como lá chegar com critério. E não colocar a bola na frente como alguns papagaios já disseram. Há certas nuances que são trabalhadas, depois pode resultar ou não. Isso depende da forma como trabalhamos. Contudo, a grande base está lá. Eu adoro falar de futebol. O Rui [assessor de imprensa] tem que pagar um almoço perto do Olival e quem quiser ir está convidado"

A questão psicológica de Fábio Silva

"A minha forma de liderar um balneário é igual para todos os jogadores. Ter 17 anos ou 35… o importante é a competência. O futebol resume-se muito à minha conferência hoje e ao jogo de amanhã. O jogo com o Famalicão já não interessa. Temos que ter atenção à maturação normal de um jovem de 17 anos. Nós no FC Porto estamos preparados, mas a base familiar também é importante. E ele tem tudo isso. E tem condições de se afirmar num futuro próximo no FC Porto, Mas nunca metendo num pedestal o nosso menino… aqui não há meninos. Há homens no balneário que têm que lutar pelo seu lugar"

Assédio dos tubarões a Fábio Silva

"Estou a falar do plano emocional e naquilo que me compete em melhorar algumas situações do Fábio. Não sou dirigente. Não faço contratos"

Necessidade de vencer do Marítimo

"Já tive uma abordagem com os jogadores sobre o Marítimo. Sabemos que é tradicionalmente difícil. Independentemente do estado anímico e da classificação, os jogadores transcendem-se contra os grandes. Também treinei equipas do valor do Marítimo, sei como é. É um clube que está habituado à primeira divisão, tem sempre individualidades interessantes. Espera-nos um jogo complicado, à imagem dos últimos anos. O FC Porto já esteve seis jogos sem conseguir ganhar na Madeira. Cabe-nos ter a determinação de manter o primeiro lugar do campeonato"

Liderança do campeonato

"O mais importante é estar em primeiro em maio, quando acabar o campeonato. Mas isso não tem peso nenhum nos jogos. Temos sempre pressão de ganhar"

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.