Sérgio Conceição e a contestação: «Não há um treinador consensual em tudo o que faz»

Técnico acredita que os adeptos se revêem na equipa e garante gostar de pressão

• Foto: Filipe Farinha

O final da temporada não correu da forma esperada para o FC Porto, que viu o título fugir para o rival Benfica, nem para Sérgio Conceição, que foi alvo de alguma contestação, sobretudo no final do jogo em Vila do Conde.

Ainda assim, o técnico não se atemoriza com essa pressão dos adeptos e com a exigência máxima, cenários que considerou normais. "Mesmo que fosse campeão nacional este ano, há sempre a ideia que podíamos ter feito mais para ganhar mais títulos para o FC Porto. Mesmo que conseguisse ganhar todas as provas em que o clube esteve inserido, haveria sempre alguém que não estava de acordo com alguma coisa. Isso é normal no futebol. No geral, os adeptos do FC Porto reconhecem uma coisa que é extremamente importante: revêem-se nesta equipa nestes últimos dois anos", começou por dizer, referindo, de seguida, que a unanimidade é praticamente impossível no futebol.

"Há sempre adeptos que não gostarão de uma ou outra coisa. Não há um treinador que seja consensual em tudo aquilo que faz. Isso é impossível. Estou completamente habituado a esse tipo de pressão. Volto a dizer: os adeptos revêem-se na equipa e a equipa sente o apoio que eles dão. Há que enaltecer esta mar azul", destacou.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.