Sérgio Conceição: «A nossa paixão é importante para ganhar»

Técnico reitera a mensagem que tem passado desde a chegada ao Dragão

• Foto: FC Porto

Ambição, mística e essência têm sido algumas das palavras-chave utilizadas por Sérgio Conceição desde a sua chegada ao Estádio do Dragão. O técnico tem digo vezes sem conta que "é preciso sentir" tudo o que envolve o clube e voltou a reiterar a mensagem numa entrevista que concedeu à revista Dragões, publicada esta quinta-feira.

"Não basta ter contrato com o clube, é preciso sentir a ambição e a essência do FC Porto e também da cidade e da região. Esse portismo é também muito assimilado pela paixão que os adeptos passam para todos dentro do plantel. Esta equipa técnica, pela forma como trabalha, também passa muito do que é a nossa paixão pelo treino e pelo clube que representamos. Tudo características que são do público, da cidade… de todos os que gostam do clube. Penso que é algo importante para ganhar, porque é a partir daí que temos uma base interessante para construir algo sólido que nos momentos decisivos faz a diferença", apontou, sublinhando que esse amor pelo emblema é algo que tem tentado passar desde o primeiro dia.

"Acima de tudo, procuro transmitir a paixão que tenho pelo meu trabalho e pelos valores do clube. Estar, por si só, no FC Porto não vale de nada, se essa presença não for acompanhada pelo que é verdadeiramente importante, que é demonstrar diariamente, e em conjunto com a minha equipa técnica, toda essa paixão e determinação", frisou.

Sobre as metas para a temporada, Sérgio Conceição garantiu ambição total para todas as provas, assumindo, ainda assim, que existe uma natural predileção pelo campeonato. 

"Como ponto de partida, o FC Porto quer todos os títulos que disputa. Depois, existem naturalmente prioridades e uma hierarquia de acordo com os objetivos da época. O campeonato está sempre em primeiro lugar, até porque a prestação no campeonato também define o quadro competitivo da época seguinte, nomeadamente a presença na Liga dos Campeões. No entanto, o facto de existir uma hierarquização não altera em nada o que são os 90 ou os 120 minutos de cada jogo ou eliminatória que disputamos, porque em todos os jogos e competições a ambição e determinação do plantel é ganhar sempre", concluiu.

Por Pedro Morais
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.