Sérgio Conceição: «O resultado é extremamente injusto»

Treinador do FC Porto diz que a sua equipa foi superior ao Chelsea em Sevilha

• Foto: Reuters

Sérgio Conceição não escondeu a desilusão pelo resultado do jogo com o Chelsea - derrota por 2-0 na 1.ª mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões -, até porque o treinador garante que o FC Porto foi superior. Conceição acredita que a sua equipa vai conseguir dar a volta à eliminatória na próxima semana.

Sabor amargo
"É verdade, o resultado é extremamente injusto, mas o que conta são os golos que o Chelsea marcou. A equipa fez um jogo muito consistente, em termos defensivos este bem, a pressionar quando tinha de pressionar, tudo dentro do que foi planeado. Os jogadores nisso foram fantásticos. Sofremos o golo, não abanámos, fomos à procura de fazer golos, no processo defensivo estivemos muito bem. Na 2ª parte foi praticamente a mesma coisa, houve pouco Chelsea no último terço, construímos oportunidades mas não conseguimos marcar golos."

Estratégia
"A estratégia estava definida, o Luis mais junto ao Marega, com Otávio a jogar mais por dentro no que era o avançado e os dois alas metidos por dentro. Acho que em termos estratégicos o jogo foi bem planeado, não foi excelente porque n ganhámos. Estamos no intervalo. Vamos acreditar que é possível marcar golos no próximo jogo e reabrir a eliminatória. Sabemos o poderio do Chelssa, entrou o Pulisic, o Giroud, o Kante, o Thiago Silva... Nós metemos os nossos meninos, o Francisco, o Fábio, o Toni... São armas diferentes e formos superiores ao Chelsea. Não há vitórias morais, o que conta é o resultado."

Por Record
19
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.