Vítor Bruno: «Na segunda parte gerimos um bocadinho mas não foi premeditado»

Adjunto sublinha que os jogadores já pensavam no Liverpool

• Foto: Lusa

Vítor Bruno, treinador adjunto do FC Porto, afirmou que os dragões não ficaram surpreendidos com os três centrais apresentados pela equipa do Boavista, uma vez que Lito Vidigal já tinha feito esse esquema noutras ocasiões. O técnico admitiu ainda que a equipa geriu na segunda parte.

Análise

"Conhecemos a forma de trabalhar do Lito. Noutras situações já apresentou uma estrutura semelhante, era necessário ter paciência. Procurámos dotar os corredores de velocidade, projetando os laterais. Criámos várias ocasiões e depois um penálti claríssimo. O resultado ao intervalo peca por escasso. Na segunda parte fizemos o 2-0 e a partir daí acabámos por inconscientemente gerir um bocadinho, a pensar no Liverpool. Não é premeditado, mas percebemos que quem está no campo comece a fazer essa gestão. O Boavista não conseguiu criar perigo. Podíamos ter feito mais golos no final."

Três centrais

"Tentamos antecipar os vários cenários possíveis. O ano passado nas Aves foi uma estrutura semelhante. Falámos disso. A equipa adversária sente-se confortável dessa maneira. É uma opção dele."

Encontrar um lateral esquerdo para a Champions

"É um exercício apetecível e acaba por ser estimulante. Os jogadores pela qualidade que têm obrigam-nos todos os dias a reinventarmo-nos. O Liverpool vai ser um estímulo fantástico para todos nós, até pelo que se passou o ano passado. Pretendemos apresentar um futebol que possa ombrear com eles. Um jogo de cada vez, o próximo é o mais importrante. Todos os jogadores dão uma grande resposta e 40 mil adeptos nas bancadas empurram-nos para vitórias como esta."

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.