Rafael Crivellaro: «O treinador tem pedido uma equipa com os olhos na baliza»

Médio-ofensivo salienta o bem-estar que o futebol de Nuno Manta lhe transmite

• Foto: Hugo Monteiro
PUB

A equipa sensação do campeonato mora em Santa Maria da Feira e o criativo Rafael Crivellaro mostra o seu agrado, mas considera que os fogaceiros podiam estar a surpreender ainda mais.

"Queríamos entrar bem na nova época e estamos satisfeitos com o futebol que temos vindo a praticar. Neste último jogo, com o Boavista, voltámos a provar as nossas qualidades, fomos superiores e criámos várias oportunidades de golo. Chegámos quase aos 20 remates. Foi pena não termos conseguido fazer o 2-1, seria totalmente merecido. Acreditamos que estamos a criar as condições para que a equipa seja mais consistente ao longo de toda a época e esta solidez defensiva que temos revelado é o reflexo da entreajuda e do espírito de grupo que temos e que teremos de manter. A estabilidade pode também ser um dos nossos trunfos. A equipa técnica manteve-se, a base do plantel também e chegaram jogadores experientes que vieram acrescentar qualidade ao grupo", afirmou o camisola 50.

No plano individual, o brasileiro está a desfrutar do futebol praticado às ordens de Nuno Manta: "Cheguei ao Feirense em janeiro e fui muito bem recebido. Encontrei uma equipa ambiciosa e foi assim que partimos para a nova época. O treinador tem pedido uma equipa que tente assumir o jogo, que tenha os olhos na baliza adversária. Enquadro-me bem nesse tipo de futebol. Sinto prazer em jogar no Feirense e estou satisfeito com o meu rendimento, sabendo sempre que a prioridade é o coletivo. O crescimento da equipa ajudará à valorização individual de cada um de nós."


Noutro plano, e no que concerne a deslocação de sábado a Alvalade, Rafael Crivellaro fala da "ambição" vivida no seio do grupo.

"Vamos com o mesmo pensamento que levámos para Guimarães e que foi idêntico ao que tivemos nos jogos em casa. É isso que o treinador nos pede. Tentaremos colocar em prática as nossas ideias, sabendo que vamos defrontar um candidato ao título. Sem bola, temos de ser organizados e não podemos cometer qualquer deslize, mas também queremos sair a jogar e incomodar o guarda-redes do Sporting. Temos de ser inteligentes e eficazes nas transições ofensivas. O Sporting ainda não perdeu e quererá manter-se no topo da tabela. Olhamos para este adversário com o respeito que olhamos para todos os outros, mas também com muita motivação e ambição", concluiu.

Por Ruben Tavares
Deixe o seu comentário
PUB