António Fiúsa: «Vou mandar matar 10 porcos e 10 vitelos»

Grande festa 10 anos depois de ser "penalizado pela máfia"

António Fiúsa mostrou-se esta terça-feira pouco surpreendido com a decisão da Liga e da Federação Portuguesa de Futebol de não recorrerem contra a decisão do tribunal administrativo no caso Mateus.

"As direções da Liga e FPF são pessoas sérias, bons profissionais e sempre acreditei que não estariam contra uma decisão do tribunal administrativo, que declarou nulo, ou seja, é a pena máxima de um tribunal administrativo. Nunca tive dúvidas", confessou à saída da tomada de posse de Fernando Gomes como presidente da FPF, no Jamor.

Fiúsa admite que se fez justiça tardia e aponta o nome dos culpados. "Fez-se justiça passado 10 anos, é pouco célere. Queria lembrar-vos que o Matheus não foi mais inscrito. Tenho aqui o cartão com a licença. Foi bem inscrito. Aquela máfia que comandava os órgãos desportivos em Portugal é que quiseram passar aos portugueses que ele estava mal inscrito. Fomos penalizados não por ele, mas porque fizeram crer às pessoas que recorreram aos tribunais por questões estritamente desportivas. Aquilo que eu dizia há 10 anos veio tudo a dar certo. Falei no tráfico de influências, cabalas, batota e máfia. Estava implatada no futebol português. Começou com Pedro Mourão, Dr. Frederico Cebola, Dr. António Mortágua e a sua equipa, a sua carneirada. O Dr. Gilberto Madaíl e o Amândio de Carvalho. Como é possível invocarem o interesse público? O Gil era da Galiza? Era dois clubes portugueses. Essa máfia tem de ser responsável."

O presidente do Gil Vicente garante que se for obrigado a jogar a 2.ª Liga em 2016/2017 vai jogar... com os juniores: "Se tivermos de jogar mais um ano na 2.ª Liga... espetáculo: jogo com os juniores e não vai haver grande verdade desportiva. É para o lado que eu durmo melhor."

Agora é tempo... de festa, com tudo o que adeptos têm direito. "Prometi que ia fazer uma grande festa em Barcelos. Foram 10 anos de espera. Vou mandar matar 10 porcos, um por cada ano, e 10 vitelos, com vinho à descrição, cerveja e algum champanhe. Vou fazer uma visita ao Jardim Zoológico, porque quero visitar os elefantes que estão lá com alguma tromba enorme. "




Por José Morgado e Pedro Gonçalo Pinto
14
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Gil Vicente

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.