Reintegração do Gil Vicente em AG da Liga a 15 de junho

Lê-se em comunicado do organismo

• Foto: Luís Manuel Neves

A reintegração do Gil Vicente na I Liga de futebol será levada à votação em Assembleia-Geral extraordinária da Liga Portuguesa de futebol profissional (LPFP) a 15 de junho, anunciou o organismo.

"Apreciação, discussão e votação dos critérios para a integração da Gil Vicente Futebol Clube na Liga, em cumprimento da decisão proferida pelo Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa no âmbito do processo comummente designado Caso Mateus", refere o segundo ponto da ordem de trabalhos.

Na terça-feira a Liga já tinha informado, após reunião extraordinária da direção do organismo, que é inevitável o "alargamento das competições", dando o "devido cumprimento à sentença do tribunal".

O organismo assegurou que não irá recorrer e que levaria o tema "ao escrutínio soberano da Assembleia Geral de clubes, com caráter de urgência, a fim de se deliberar sobre o modelo competitivo a adotar em 2016/17".

Para esta quarta-feira está igualmente agendada uma Assembleia-Geral extraordinária, mas que servirá para a apreciação, discussão e votação de propostas de alteração ao regulamento de arbitragem e ao regulamento disciplinar das competições organizadas pelo organismo.

Assim, será na quarta-feira, a 15 de junho, que o 'caso Gil Vicente' estará em agenda, discutindo-se também, em função da situação, "a composição dos quadros competitivos e regime de subidas e descidas nas competições profissionais".

Em agosto de 2006, o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter atuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

Na altura, a Comissão Disciplinar da LPFP sancionou o clube minhoto com a descida de divisão, após uma queixa do Belenenses, que o Conselho de Justiça da FPF ratificou, impedindo ainda os gilistas de participarem na Taça de Portugal, assim como nos campeonatos de juniores e iniciados.

O Gil Vicente recorreu destas decisões para os tribunais administrativos, alegando a nulidade das sanções aplicadas, algo que foi agora confirmado pela sentença do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, proferida a 25 de maio.

Antes deste tema 'quente', a reunião magna de quarta-feira apreciará, discutirá e votará também propostas "de alteração ao regulamento disciplinar das competições organizadas pela Liga".

Por Lusa
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Gil Vicente

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.