Carlos Pereira: «Negócio com Sporting podia estar feito há algum tempo»

Presidente elogia celeridade do FC Porto nas contratações de Sá e Marega

• Foto: Luís Vieira

Carlos Pereira considerou esta terça-feira que o Marítimo fez um melhor negócio com o FC Porto em relação a José Sá e Moussa Marega, elogiando ao mesmo tempo a rapidez dos dragões e a lentidão do Sporting.

"Posso confidenciar, e não tenho nenhum problema em fazê-lo, que o negócio com o Sporting podia estar feito há algum tempo. Mas não foi feito pelo seu atraso", salientou o presidente do Marítimo, pormenorizando: "Tive o cuidado de mandar uma mensagem à pessoa que quase selou o negócio, a dizer que, se não foi feito, a culpa não foi do Marítimo. O mercado é constante e permanente e, como costumamos dizer, o futebol é o momento. E quando não se aproveita o momento perde-se a oportunidade. O tempo não pára. É como o comboio: ou o apanhamos ou ficamos na estação".

Reconhecendo que o negócio teve contrapartidas "melhores" para o Marítimo, o dirigente agradeceu as referências de Pinto da Costa e assinalou que "a forma célere como os negócios são feitos pelo FC Porto é, de facto, diferente". Em aberto, confirmou, está a chegada de jogadores à Madeira - Maurício e André Silva são os alvos - pois o Marítimo ficou com essa preferência numa lista de ativos dos portistas.

Ainda sobre os leões, Carlos Pereira observou: "Quem me conhece sabe que não abdico da defesa intransigente do Marítimo. E não se pode, em circunstância alguma, prejudicar a instituição por qualquer desentendimento. Foi o que respondi quando essa pessoa do Sporting perguntou-me se havia algum impedimento por sentar-me à mesa com ele. Ao qual me respondeu: de si não esperava outra coisa", contou.

O dirigente realçou ainda que, em 32 ano,s sempre teve um bom relacionamento com os presidentes que passaram por Alvalade. "O Sporting merece-me o máximo respeito, tenho lá grandes amigos, mas nem com ele nem com outro vou prejudicar a minha instituição. Quando nos sentamos à mesa e damos o negócio como fechado... depois não o vou alterar. Nem com o sobrinho, nem com o Costa Aguiar", rematou.

Iniciado por Costa Aguiar e depois conduzido por Freitas

Registe-se que o processo negocial entre o Sporting e o Marítimo foi iniciado por Costa Aguiar, empresário que tentou aproximar as partes (leões e o insulares), mas na fase final todo o processo foi conduzido por Sancho Freitas, assessor da SAD que, tal como Record já noticiou, se deslocou ao Porto no domingo para tentar finalizar o acordo por José Sá e Marega

Por Gonçalo Vasconcelos
37
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.