Defesa moçambicano Zainadine deixa mensagem de apoio

Ciclone Idai fez mais de 440 mortos em Moçambique

O futebolista internacional moçambicano do Marítimo Zainadine Júnior deixou esta terça-feira uma mensagem de apoio ao seu país natal, que sofreu com a passagem do ciclone Idai.

"Passei para dar um forte abraço a todas as vítimas do ciclone Idai, que passou sobretudo pela cidade da Beira. Era só para dar o meu apoio e desejar muita força a todas as vítimas do ciclone Idai", afirmou, na página oficial do emblema insular na rede social Twitter.

O defesa central, de 30 anos, começou a carreira no Grupo Desportivo de Maputo, por onde passou entre 2006 e 2012, tendo jogado ainda no Liga Desportiva de Maputo, em 2013.

A chegada de Zainadine, 43 vezes internacional por Moçambique, com um golo apontado, ao futebol português aconteceu na temporada 2013/14, para representar outra equipa madeirense, o Nacional, curiosamente o próximo adversário do Marítimo, para a 27.ª jornada da I Liga, no dérbi, que será disputado no domingo.

A passagem do ciclone Idai em Moçambique, no Zimbabué e no Maláui fez pelo menos 762 mortos, segundo os balanços oficiais mais recentes.

Em Moçambique, o número de mortos confirmados subiu hoje para 447, no Zimbabué foram contabilizadas 259 vítimas mortais e no Maláui as autoridades registaram 56 mortos.

O ministro da Terra e do Ambiente moçambicano, Celso Correia, sublinhou no domingo que estes números ainda são provisórios, já que à medida que o nível da água vai descendo vão aparecendo mais corpos.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0