Dyego voltou a sorrir enquanto não sai decisão da FPF

Em causa a alegada agressão a um árbitro-assistente na pré-época

• Foto: Helder Santos

Deve estar iminente a decisão do Conselho de Disciplina da FPF sobre o caso protagonizado por Dyego Sousa no jogo de pré-época com o Tondela, por alegada agressão a um árbitro-assistente. Enquanto não sai o acórdão – o brasileiro já cumpriu uma suspensão preventiva de um mês – o avançado do Marítimo voltou a sorrir: ao terceiro jogo na Liga NOS fez o seu primeiro golo e teve participação noutro, sendo decisivo para a estreia positiva de Daniel Ramos.

Desta vez, o Tondela foi um adversário de boa memória e Dyego, de 27 anos, fez aquilo que melhor sabe, com um cabeceamento imparável. Não foi por acaso que a maioria dos seus 12 golos em 2015/16 (em 28 jogos) surgiram graças ao jogo aéreo, a sua grande especialidade.

Nas redes sociais, o jogador não escondeu a felicidade e espera dar sequência a este resultado. "Esta vitória é de todos nós e estou superfeliz. Agora é trabalhar ainda mais para dar continuidade às vitórias e às grandes exibições", referiu Dyego Sousa, que foi observado com atenção na bancada dos Barreiros pelo canadiano Alex, ainda o melhor goleador do Marítimo na 1ª Liga, com 59 golos.

Por Gonçalo Vasconcelos
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.