Jean Irmer "feliz por voltar a defrontar" Jorge Jesus

Benfica é o próximo adversário dos 'verde rubros' na Liga NOS

• Foto: Luís Vieira/Movephoto

O futebolista Jean Irmer, reforço do Marítimo na presente temporada, assumiu-se este sábado "feliz por voltar a encontrar" Jorge Jesus, após ter defrontado o treinador do Benfica ao serviço do Botafogo.

"Ele [Jorge Jesus] fez um trabalho formidável no Flamengo. Agora, é outro campeonato, outro clube, outros jogadores, mas estou feliz por voltar a defrontá-lo", sublinhou em entrevista à agência Lusa o médio, de 26 anos, que representou em 2019 o Botafogo, por empréstimo do Corinthians.

O Benfica é o próximo adversário dos 'verde rubros' na Liga NOS, na oitava jornada, em 30 de novembro, às 19 horas, depois de duas derrotas seguidas dos lisboetas e de os madeirenses não vencerem há quatro jogos.

O médio defensivo disse esperar dificuldades diante do conjunto encarnado, mas enalteceu a qualidade do jogo diante de equipas 'grandes' que "jogam e deixam jogar".

"Vai ser um jogo muito difícil para nós, porém, da mesma maneira que vencemos o FC Porto (3-2), que era um jogo muito difícil, podemos fazer agora um bom resultado. Com todo o respeito pelas outras equipas, é bom jogar contra equipas como o FC Porto e o Benfica porque eles jogam e permitem jogar", frisou.

Jean Irmer concretizou no Marítimo o sonho de jogar no futebol europeu, objetivo a que se propôs aos 20 anos, e que esperava cumprir até aos 26, idade que completou no dia em que se estreou pelos insulares, na vitória diante do Tondela (2-1).

"É sempre bom chegar a um clube e ter a oportunidade de ter uma sequência de jogos. Ganhar a confiança de um treinador como o Lito Vidigal, que já tem muita experiência, é um trunfo que eu pretendo preservar com bons jogos dentro de campo", afirmou o único reforço a conquistar de imediato um lugar no 'onze' dos 'leões do Almirante Reis'.

O atleta, natural de Taguatinga, defendeu que a sequência de maus resultados não espelham o trabalho desenvolvido e que Lito Vidigal já merece melhores resultados.

"Não passa só pelo treinador. Nós, atletas, também assumimos a responsabilidade. Sabemos que é um momento delicado e que as vitórias têm de começar a surgir. Nada como uma 'final' frente ao Penafiel, para a Taça de Portugal, e uma 'final' frente ao Benfica na nossa casa para reverter esta situação e mostrar que estamos no caminho certo", vincou.

Esta paragem na competição veio na "melhor altura", segundo Jean Irmer, que lembrou o plantel "muito jovem" do Marítimo, o que leva a "oscilar" o nível exibicional da equipa, que pretende "trabalhar e restaurar a confiança" para os insulares "conquistarem bons resultados".

O atleta 'verde rubro' quer voltar a acender a 'chama' do Estádio do Marítimo, nos Barreiros, e, apesar da ausência de público nas bancadas, deixa um aviso aos adversários: "Nós temos de fazer da nossa casa o nosso verdadeiro 'Caldeirão' e, quem vier jogar aqui, tem de perceber que esta é a nossa casa e quem manda aqui somos nós".

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.