Marcos vende rifas para cumprir o sonho de vir a Portugal

Jovem brasileiro quer prestar provas no Marítimo

Chama-se Marcos Adriel Pawelkiewicz, tem 19 anos e vive em Porto Alegre. Tem o sonho de ser futebolista profissional e uma vontade férrea de mostrar que tem lugar no desporto-rei. Como a vida nem sempre é fácil, encontrou uma forma engenhosa de conseguir a verba necessária para viajar até ao nosso país e prestar provas no Marítimo. Fez rifas que vende às pessoas próximas e abriu também um ‘crowdfunding’ numa plataforma online para os que o quiserem ajudar à distância.

Marcos

Estivemos à conversa com Marcos para entender o que o motiva a querer tentar a sorte no futebol português e também os objetivos que tem para uma carreira que está ainda a começar. E até o provocámos, com as óbvias semelhanças a outro brasileiro bem conhecido de todos os adeptos – Tiquinho Soares.

Boas Marcos e obrigado pela rápida resposta. Começamos pelo óbvio – como começou a tua ligação com o futebol?

Oi João e obrigado também. Sabe, sempre gostei da bola, mas foi aos 7 anos que comecei a acompanhar futebol mais a sério, por influência do meu irmão mais velho. E esse gostinho foi ficando…

Marcos sonha com Portugal

Como é que soubeste dos treinos no Marítimo? Acompanhas o futebol português? Torces por algum dos clubes grandes, como FC Porto, Benfica ou Sporting? Ou já tens o coração no Marítimo?

Olha, fiquei a saber no começo de 2019 que iam existir treinos de captação e inscrevi-me pela página do Marítimo. Passados alguns meses mandaram-me um email com a convocatória para a pré-temporada. Confesso que não acompanhava muito o futebol português, mas perante a convocatória procurei saber mais sobre o Marítimo. Relativamente ao futebol português posso dizer que acompanho o Melhor do Mundo - Cristiano Ronaldo!

Já tentaste a tua sorte noutros clubes?

Sim, já fiz testes no Sport Club Internacional.

E já estiveste em Portugal ou será uma estreia, caso consigas o teu objetivo?

Nunca estive em Portugal. Mas quero muito ter uma chance em Portugal, uma vez que os clubes portugueses abrem as portas para os futebolistas e isso é muito importante.

E como surgiu a ideia de fazer as rifas? Já tinhas visto outros amigos fazer o mesmo?

Nada disso. O clube deu a ideia das rifas para que os atletas sem condições financeiras tivessem as mesmas oportunidades. E eu avancei para isso...

Apoio da família

A tua mãe também deu uma ajuda com a criação de uma ‘Vakinha’ numa plataforma na internet [Consultar AQUI]. Ela apoia-te muito no sonho de ser jogador de futebol?

Sim, verdade. Mas por vezes ela chama-me à atenção, porque é só ela que sustenta a casa e quer que eu trabalhe. E é precisamente por isso que quero tornar-me jogador de futebol. Para tirar ela do trabalho, pois já fez muito por mim e pelos meus irmãos.

Bonitas palavras Marcos. E já que falamos de família, vives só com a tua mãe? Já terminaste os estudos?

Sim, vivo com a minha mãe e o meu irmão caçula de 9 anos. Já terminei os estudos no final de 2018.

Marcos no estádio

Se conseguires alcançar o valor para a viagem, sentes que tens ainda mais responsabilidade de fazer um bom trabalho no Marítimo, por causa de toda a gente que literalmente ‘investiu’ em ti?

Sinto sim! Terei uma responsabilidade ainda maior, principalmente pelas pessoas que me ajudaram com as rifas e também com o clube, que me deu a grande oportunidade de mostrar o meu futebol.

E já que tens via aberta para os portugueses que acompanham futebol através do Record, que recado quees deixar a todos eles?

Se eu tivesse meu pai vivo, tenho a certeza que ele estaria comigo na busca desse sonho. Como o perdi antes mesmo de nascer sei que ele me guia lá de cima. Então peço o apoio de vocês para que me ajudem a realizar este sonho e mostrar que nada foi feito em vão.

E finalmente, uma mensagem para todos os jovens que sonham ser jogadores profissionais e que muitas vezes também não tem possibilidades financeiras e acabam por desistir do sonho.

A minha mensagem é que perante as dificuldades nunca devem desistir. O esforço que fizeres hoje, lá na frente vai transformar-se em orgulho de nunca teres desistido.

Sósia de Tiquinho?

Para terminar com boa disposição, deixa-me dizer que estive aqui a aguentar uma coisa. ‘Cara’, você é igual é IGUAL ao Tiquinho Soares do FC Porto.

Rapaz... [Risos, muitos risos] Somos mesmo muito parecidos. Só espero ter o mesmo futuro que ele.

Esperemos que sim, obrigado Marcos.

Valeu João!

Por João Seixas
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.