Nuno Manta Santos: «Um ponto não é mau»

Nuno Manta Santos: «Um ponto não é mau» Treinador do Marítimo assume ter sido importante não sofrer

• Foto: Rui Minderico

O Marítimo somou o quarto encontro consecutivo sem vencer, ao empatar a zeros diante do V. Setúbal, numa partida na qual, no entender de Nuno Manta Santos, a formação por si orientada falhou no último passe e também na hora de decidir e atirar à baliza contrária.

"Não foi um jogo com muitos remates à baliza. Controlámos o jogo na primeira parte. Na segunda, entrámos bem. Houve uma altura em que o Vitória cresceu e demos espaços ao adversário. Conseguimos recuperar a bola várias vezes, mas faltou-nos acerto no último passe e no momento da decisão.

Temos de trabalhar e melhorar no dia-a-dia.

O Marítimo tem jogadores com qualidade. Pelágio é um jovem com muita qualidade. Tem vindo a trabalhar connosco e a jogar nos sub-23. Decidimos apostar nele hoje. Tem a capacidade de pensar o jogo. O Luciano Nequecaur é forte no jogo aéreo e é mais uma referência na área. Deu-nos um jogo diferente e cumpriu com a missão que lhe estava destinada.

Era importante somar os três pontos, mas um ponto não é mau. Tendo em conta as dificuldades que estamos a passar, foi importante manter a baliza a zero.

Contestação afeta o seu trabalho?

A contestação é normal quando os resultados não aparecem. Se nós não gostamos, os adeptos muito mais. Quem não lida com a pressão não pode estar nesta profissão."

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.