Reforço Getterson foi jogador do São Paulo em 2016 durante... cinco horas

Publicações nas redes sociais tramaram o agora avançado do Marítimo

Getterson, avançado brasileiro oficializado este domingo pelo Marítimo, foi protagonista em 2016 de uma história caricata, quando chegou a ser jogador do São Paulo durante... cinco horas.

Tudo porque, após ter sido emprestado pelo Malucelli, os responsáveis do São Paulo encontraram publicações pouco abonatórias para o clube no Twitter do jogador feitas alguns anos antes: por um lado, Getterson demonstrava o seu carinho pelo rival Corinthians; por outro, tratava os jogadores do São Paulo por "bambis".

Assim, o clube optou por abortar o negócio pouco depois de este se ter concretizado, explicando a decisão em comunicado: "O São Paulo Futebol Clube comunica que não avançará na contratação do atacante Getterson após tomar ciência de que o jogador fez postagens incompatíveis com a sua permanência no clube. Antes de assinar o vínculo, ao ser questionado sobre o uso que fazia de canais de mídia social, o atleta negou ter conta no Twitter, mas posteriormente admitiu ter um perfil que usou até 2013. Constatada a veracidade da autoria, a direção optou por não dar prosseguimento ao acordo".

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.