Record

Rentabilizar a prata da casa

SEIS MADEIRENSES JÁ FORAM UTILIZADOS POR VINGADA

O jovem Briguel foi a principal surpresa, mas Joel Santos merece o destaque pela forma como se tem afirmado entre os mais utilizados. Carlos Jorge, Bruno, Eusébio e Zeca (actualmente lesionado) são os consagrados
Rentabilizar a prata da casa
A APOSTA do Marítimo nos valores madeirenses continua a render os seus frutos. Nelo Vingada tem hoje ao seu dispor seis elementos de comprovada qualidade, alguns titulares indiscutíveis, e não abdica de integrá-los semanalmente na lista de convocados. Nas primeiras seis jornadas da I Liga, o técnico reforçou a aposta já encetada na época anterior.

Progressivamente o clube vai lançando mais jovens, quer iniciados nos seus escalões de formação (a maioria) quer mesmo recrutando-os a outros clubes regionais, como foi o caso de Joel Santos, que na época transacta transitou do Câmara de Lobos (II divisão B) para a principal formação da ilha.

Paulo Autuori, Augusto Inácio e Nelo Vingada foram os técnicos que mais apostaram na prata da casa na última década. O actual treinador do V. Guimarães lançou Zeca (nesta altura lesionado) na primeira equipa na época de 92/93, o mesmo sucedendo a Eusébio. De qualquer forma, foi com Augusto Inácio que, anos mais tarde, o defesa-esquerdo viria a atingir o estatuto de indiscutível na equipa - e um dos melhores laterais do futebol português. O treinador do Sporting foi também o responsável pelo regresso de Bruno, que estava emprestado à Camacha, se bem que tenha sido sob o comando de Nelo Vingada que o médio definitivamente “explodiu”. O mais antigo de todos, o capitão Carlos Jorge, foi uma aposta do sueco Stefan Lundin na época de 86/87.

EMANCIPAÇÃO DE JOEL

Esta época tem sido de afirmação para Joel Santos, que fez sempre parte do lote de convocados desde a primeira jornada.

E já em duas ocasiões (Salgueiros e Desp. Aves) foi titular no lado direito do ataque - tirando então o lugar a Bakero, um dos reforços mais sonantes dos insulares para esta temporada -, confirmando que é opção válida para o futuro.

Mas a principal surpresa foi a aposta em Briguel, jovem defesa da equipa B. Os problemas físicos de alguns jogadores levaram Vingada a conceder-lhe a titularidade em Alverca, logo na primeira jornada da I Liga, obtendo uma resposta positiva. A este grupo há ainda a juntar o guarda-redes Moura, também da equipa B, que nas últimas jornadas tem sido o suplente de Nélson, beneficiando do facto de o brasileiro Gilmar, contratado ao Caxias do Sul após a saída de Van der Straeten, ainda não contar com o estatuto da igualdade de direitos.

OS JOGADORES

Nome: Carlos Jorge
Posição: defesa-central
Idade: 33 anos
Épocas no clube: 11
Época 2000/2001: 540 minutos

Nome: Eusébio
Posição: defesa-esquerdo
Idade: 26
Épocas no clube: 7
Época 2000/2001: 194 minutos

Nome: Bruno
Posição: médio
Idade: 26 anos
Épocas no clube: 4
Época 2000/2001: 330 minutos

Nome: Zeca
Posição: médio
Idade: 25 anos
Épocas no clube: 8
Época 2000/2001: 64 minutos

Nome: Joel Santos
Posição: médio
Idade: 26 anos
Épocas no clube: 1
Época 2000/2001: 206 minutos

Nome: Nuno Sousa (“Briguel”)
Posição: defesa
Idade: 21 anos
Épocas no clube: estreou-se este ano
Época 2000/2001: 90 minutos

A COMPARAÇÃO DOS ÚLTIMOS ANOS

1992/93 (6): João Luís, Paiva, Ricardo Ladeira, Zeca, Abelhinha e Eusébio.
1993/94 (4): João Luís, Paiva, Zeca e Eusébio
1994/95 (5): Zeca, Carlos Jorge, João Luís, Eusébio e Bruno
1995/96 (7): Carlos Jorge, Zeca, João Luís, Luís Ladeira, Eusébio, Bragança e Guido.
1996/97 (3): Moura, Carlos Jorge, Zeca,
1997/98 (5): Carlos Jorge, Zeca, Eusébio, Moura e Bruno.
1998/99 (4): Carlos Jorge, Eusébio, Zeca, Bruno
1999/2000 (5): Carlos Jorge, Eusébio, Zeca, Bruno e Joel.
2000/2001 (6): Carlos Jorge, Eusébio, Zeca, Bruno, Joel e Briguel.

Observação: o quadro refere-se apenas aos jogadores madeirenses utilizados na I divisão.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

M