Pior seca na 1.ª Liga

Crise de resultados pode explicar-se pela pouca produtividade ofensiva

• Foto: LUSA

A crise de resultados que o Moreirense atravessa no campeonato pode explicar-se, em parte, pela pouca produtividade ofensiva que a equipa patenteou neste primeiro terço da prova.

Com efeito, os cónegos, que dividem o último lugar da classificação com os mesmos sete pontos do Estoril, são o pior ataque desta 1ª Liga, com apenas sete golos apontados. Registo negativo que não encontra paralelo nas outras sete temporadas em que a formação agora orientada por Sérgio Vieira teve oportunidade de disputar o principal campeonato do nosso futebol.

Curiosamente, mesmo nas duas temporadas que culminaram em descida de divisão, o Moreirense revelou um ataque mais produtivo, como o comprova a eficácia que se registou nas primeiras 12 jornadas desses anos. Respetivamente 11 golos em 2002/03 e 13 momentos de eficácia em 2012/2013.

Por Bruno Freitas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Moreirense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.