Tentativa de corrupção admitida por testemunha de acusação

Hugo Santos, ex-Naval, relata episódio relativo à época 2011/12

• Foto: MOVENEOTICIAS

Decorreu ontem, no Tribunal de Santa Maria da Feira, mais uma sessão do caso que envolve o Moreirense num alegado crime de corrupção desportiva na época 2011/12. Desta vez, os trabalhos foram dedicados à audição de testemunhas de acusação, sendo a mais significativa a de Hugo Santos, atual jogador do Sporting Ideal, dos Açores, e ex-jogador da Naval.

Em 2011/12, o atleta defendia o emblema da Figueira da Foz e contou ter sido contactado telefonicamente por Nuno Mendes, ex-jogador do Moreirense. Após esse contacto, Mendes deslocou-se, segundo o relatado por Hugo Santos, ao seu apartamento na Figueira da Foz e terá tentado ‘aliciar’ o seu colega de profissão, que disse ter terminado logo a conversa após perceber o pretendido. Por outro lado, não confirmou se Nuno Mendes tinha instruções da parte do Moreirense para praticar tal ato.

O avançado acrescentou ainda que, no balneário, o treinador, que na altura era Filó, falou do assunto e os colegas de equipa João Pedro e Manuel Godinho admitiram terem sido igualmente contactados, eles que também já foram ouvidos em tribunal.

Para amanhã está marcada a audiência das testemunhas de defesa dos arguidos: Vítor Magalhães, presidente do Moreirense, e o filho, Pedro Magalhães, Manuel Orlando, ex-vice-presidente do clube minhoto, Sérgio Grilo e Nuno Mendes, ex-jogadores do Moreirense, e José Williams, ex-jogador da Naval. Os seis estão acusados dos crimes de corrupção ativa e passiva na forma tentada e consumada e de branqueamento de capitais.

Autor: R.T.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Moreirense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0