João Víctor diz-se adaptado ao Nacional e espera fazer uma boa temporada

Jogador sublinhou que "a preparação está a ser muito boa"

João Victor, um dos reforços do Nacional para a nova temporada, que marcará o regresso dos madeirenses à Liga, diz-se adaptado ao clube e preparado para a nova temporada.

O extremo brasileiro afirmou hoje estar "a gostar bastante" desta experiência que está a ter no clube madeirense, estando a adaptar-se

O jogador sublinhou que "a preparação está a ser muito boa", com "treinos bastante intensos", mostrando-se esperançado que o Nacional venha a ter uma boa época na Liga.

Pelas informações que possui, João Victor espera do campeonato português "um jogo de bastante contacto", com uma grande componente tática.

O jovem brasileiro ressalva que tem como característica principal a velocidade, mas espera adaptar-se ao futebol português.

Dos jogos de preparação efetuados, João Victor já retirou ilações do que encontrará. "Temos trabalhado muito a parte tática e de posicionamento e esses jogos têm sido muito importantes", confidenciou.

Avalia o grupo como "tendo muita qualidade", mas espera com o seu trabalho encontrar um lugar na equipa. Essa avaliação de qualidade estende-se ao técnico Luís Freire que acha "ser muito bom treinador", estando a "aprender muita coisa com ele", mormente no que concerne aos posicionamentos.

A estreia do campeonato avizinha-se, mas isso não será motivo de preocupação, pois o "grupo está muito unido", mostrando-se crente "numa boa estreia, com uma vitória, que é o mais importante".

O extremo João Victor que chega por empréstimo dos brasileiros do Grémio Osasco é um dos reforços de Luís Freire para a nova temporada, juntando aos guarda-redes italiano Riccardo Piscitelli (ex-Dinamo de Bucareste - Roménia) e Rui Encarnação (ex-Machico), aos defesas Pedrão (ex-Athletico Paranaense - Brasil), Lucas Kal (ex-América Mineiro-Brasil) e Rúben Freitas (ex-Mafra), bem como aos médios Larry Azouni (ex-Kortrijk - Bélgica), Vincent Koziello (ex-Paris FC) e Vincent Thill (ex-US Orleans) e ao avançado. Gergely Bobál (ex-Zalaegerszeg - Hungria).

Da temporada passada transitam Daniel Guimarães, Kalindi, Júlio César, Rui Correia, Witi, João Vigário, Nuno Borges, Alhassan, Mabrouk Rouai, Rúben Micael, Kenji Gorré, João Camacho, Bryan Rochez e Brayan Riascos. Pendentes encontram-se ainda as situações Marcelo Freitas e Arabidze.

Por seu turno, saíram Nuno Campos, Felipe Lopes, Diogo Coelho, Marco Borgnino, Evouna, Ohoulo Framelin, Gauther, Anthony Sosa, Leonel Mosevich, Kaká, Vítor Gonçalves, Pedro Perotti e Jota, com João Fernandes e Lee a serem emprestados à Camacha, do Campeonato de Portugal.

No sábado, o Nacional deslocar-se-á ao norte do país, com regresso nesse mesmo dia, onde tem um encontro de preparação agendado com o FC Porto, que terá lugar no Olival.

Depois de um estágio que teve lugar em Guimarães, o Nacional regressou aos trabalhos no seu Complexo Desportivo, preparando a estreia na I Liga, que terá lugar no próximo dia 19 de setembro, ante o Boavista, em jogo que terá lugar no Estádio da Madeira, no Funchal.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.