Luís Freire: «No mínimo dos mínimos, empate era o resultado justo»

Análise do técnico do Nacional à derrota na receção ao Moreirense

• Foto: Hélder Santos

Luís Freire, treinador do Nacional, lamentou a derrota diante do Moreirense, em partida da 14.ª jornada da Liga NOS.

"Tivemos cinco ou 10 minutos iniciais onde o jogo está dividido e equilibrado. Depois, dos 10 aos 30 minutos, o Moreirense acaba por pegar no jogo e isso não me agradou. Tiveram 20 minutos de maior iniciativa e nós mais baixos. Tiveram cinco cantos seguidos, com muita bola parada e com a bola a rondar a nossa baliza, com algum 'frisson', mas sem grandes oportunidades de golo, mas com remates exteriores. Nesse período tiveram ascendente no jogo. A partir desse momento, nós começamos a criar algumas oportunidades de golo e duas clarissímas no final da primeira parte, com o Kenji e com o Riascos. O Riascos tem a baliza praticamente deserta e a bola sai ao lado e o Kenji isolado. Estava 0-0 ao intervalo e nós tivemos as melhores oportunidades, mas o adversário teve algum domínio nos 30 minutos iniciais", começou por referir o técnico dos madeirenses, em conferência de imprensa. 

"Ao intervalo, mostrámos aos jogadores que com mais intensidade e confiança acabaríamos por criar oportunidades, porque havia espaços para explorar. Na 2.ª parte, estivemos mais na iniciativa e o adversário mais na expectativa. Acabámos por criar oportunidades de golo gritantes e, logo a seguir, passados dois ou três minutos, sofremos um golo de livre. Acaba por ser muito penalizante para nós essa situação. No mínimo dos mínimos, um empate era o resultado justo. Não estamos satisfeitos com o resultado e com os primeiros minutos, mas estamos satisfeitos por ter conseguido criar oportunidades. Fizemos 18 remates", acrescentou Luís Freire.

Técnico pede maior eficácia

"Temos de levar as coisas boas, trabalhar e ser fortes sobre elas e quando tivermos ocasiões, fazer golo para sermos felizes. A atitude dos jogadores foi sempre a máxima. Não começou a correr bem, mas eles tentaram, mas o adversário teve mérito também. O Moreirense acabou por ser premiado pelo golo que marcou e nós penalizados pelos que não fizemos."

Por Record com Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.