Nacional reage à acusação de Vieira e lembra jogo com o Benfica em 2015/16

Presidente encarnado disse que os insulares só adiavam um jogo desta época em troca do empréstimo de Diogo Gonçalves

Jogo disputado em 2015/16 acabou adiado devido ao nevoeiro na Choupana, sendo disputado no dia seguinte
Jogo disputado em 2015/16 acabou adiado devido ao nevoeiro na Choupana, sendo disputado no dia seguinte • Foto: Hélder Santos

Depois de Luís Filipe Vieira ter deixado duras críticas ao Nacional por não ter adiado o encontro entre as duas equipas para o campeonato, numa altura em o plantel das águias tinha vários casos positivos de Covid-19 - dizendo mesmo que Rui Alves só aceitava o adiamento em troca do empréstimo de Diogo Gonçalves - , esta terça-feira foi a vez de a formação insular recordar um episódio em que, garante, saiu prejudicada por intransigência do clube da Luz.

"Pedi ao presidente do Nacional para adiar o jogo: Ele disse ’não posso’. Mas se emprestasse o Diogo Gonçalves já adiava o jogo. Nem há solidariedade nenhuma. Eu já fui muito solidário com o Nacional. Eu não, o Benfica. Já fomos muito solidários", atirou Vieira, em entrevista à BTV.

Numa rubrica diária no seu site, onde recorda eventos do passado, o Nacional relembrou um embate entre as duas equipas, na época 2015/16, na Choupana, a contar para o campeonato, que acabou por alegadamente contribuir para a eliminação da equipa nos quartos-de-final da Taça de Portugal frente ao Gil Vicente. Tudo porque a formação presidida por Luís Filipe Vieira não terá concordado em reagendar o jogo (interrompido devido ao nevoeiro), deixando o Nacional com menos de dois dias de descanso entre o embate com as águias (reatado no dia seguinte, uma segunda-feira) e o duelo com os minhotos (uma quarta-feira)

"Na época 2015/16 o Nacional tinha a oportunidade de chegar às meias-finais da Taça de Portugal. O sorteio dos quartos de final ditou como adversário o Gil Vicente, então na II Liga, num jogo agendado para a quarta-feira, em Barcelos", começa por dizer o clube madeirense.

"No domingo antes o calendário da 1ª Liga ditou a receção ao Benfica, num jogo interrompido aos 8 minutos devido ao nevoeiro. O Benfica exigiu o cumprimento dos regulamentos, recusando o adiamento para outra data, pelo que o encontro acabaria por se reatar pelas 12 horas de segunda-feira, jogando-se os 82 minutos em falta. Dois dias depois o Nacional jogava em Barcelos e o Gil Vicente, aproveitando bem o desgaste da formação alvi-negra, acabou vencendo por 1-0. A derrota sofrida neste dia tirou ao Nacional a possibilidade de chegar às meias-finais da competição", finaliza.

Por Record
81
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.