Filipe Rocha: «Fizemos um golo limpinho e não sei que falta foi marcada»

Técnico critica arbitragem e acredita que o resultado podia ter sido diferente

Filipe Rocha teceu críticas à arbitragem de Rui Oliveira depois da derrota caseira do P. Ferreira com o Marítimo (0-1). O treinador queixa-se de um golo "limpinho" que foi anulado à sua equipa, falando ainda do "antijogo" maritimista depois da expulsão. Filipe Rocha acredita que, com outra arbitragem, o resultado poderia ter sido outro.

"O jogo começou equilibrado, com muita entrega das duas partes, depois há uma expulsão do Marítimo e, com mais um, dominámos totalmente o jogo. Na primeira parte, não conseguimos acercar-nos da baliza no último terço, como queríamos.

Começa a segunda parte, fazemos um golo limpinho e não sei que falta foi marcada. Vi o lance várias vezes e não há falta nenhuma. É um golo limpinho, que muda o rumo de tudo. Não percebo como um árbitro consegue anular um golo e não deixa o VAR analisar a jogada. O Dadashov não faz falta nenhuma sobre o jogador do Marítimo.

Provavelmente ganhávamos o jogo.

Continuámos com as oportunidades, não fizemos, a equipa tentou tudo e saímos daqui derrotados contra uma equipa que, depois da expulsão, só fez antijogo. Foram jogadores assistidos, o guarda-redes caiu duas ou três vezes e, para espanto meu, só houve quatro minutos de compensação. Não gosto de falar nisto, mas foi uma péssima arbitragem. Temos as nossas responsabilidades, mas, se calhar, estávamos aqui a falar de uma vitória do Paços. Mesmo com os nossos erros", disse, na conferência de imprensa de rescaldo ao jogo.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de P. Ferreira

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.