Filó à chegada a P. Ferreira: «Queremos entusiasmar os adeptos com qualidade de jogo»

Técnico foi apresentado esta sexta-feira e apontou a manutenção como objetivo principal

• Foto: Carlos Gonçalves

Dois dias depois de ser oficializado como treinador do P. Ferreira, Filó foi apresentado, esta sexta-feira, no Estádio Capital do Móvel. Numa cerimónia que decorreu na sala de imprensa do reduto pacense, o novo técnico dos castores surgiu acompanhado de Paulo Meneses, presidente do clube, e delineou aqueles que, na sua ótica, serão os objetivos principais para a época de regresso à 1.ª Liga, com a manutenção no topo da lista.

"O objetivo primordial é a manutenção. É o objetivo para quem sobe de divisão e é comum à maioria das equipas, tirando as que lutam pelo título e uma ou outra que lutam pelas competições europeias. Mas, queremos acrescentar mais, queremos acrescentar qualidade de jogo, potencializar jogadores, trazer os pacenses de volta ao estádio, entusiasmando-os com a qualidade do nosso jogo e com as vitórias", começou por dizer, acrescentando que é também vontade generalizada "mostrar ao futebol português e a Portugal que o Paços tem uma equipa competitiva, que pratica bom futebol, que é ambiciosa e que entra em qualquer estádio com o objetivo de trazer os três pontos".

Em estreia absoluta no principal escalão do futebol nacional, depois de cinco épocas e meia na 2.ª Liga e meia temporada nos sub-23 do Aves, Filó assumiu que a oportunidade podia ter surgido mais cedo, mas garantiu que a sua meta passa por não queimar etapas.

"A estreia na I Liga já podia ter acontecido há mais tempo, mas o meu objetivo de carreira é crescer degrau a degrau, até atingir o topo da carreia e grandes clubes. Entendo que este projeto é o certo na hora certa. Sinto que estou mais maduro, mais bem preparado, sou hoje melhor treinador e a exigência do Paços, um grande clube, é enorme", referiu.

Meneses destacou regresso

Paulo Meneses sentou-se ao lado de Filó na cerimónia de apresentação e foi o primeiro a tomar da palavra, a fim de dar as boas-vindas ao novo timoneiro do clube. Começando por recordar a passagem do agora técnico pelo P. Ferreira entre 2001/02 e 2003/04, ainda como jogador, o líder dos castores assumiu que esse fator teve peso, mas que não foi decisivo.

"O conhecimento que ele tem da realidade do clube vai facilitar, com certeza. Mas isso não foi determinante na escolha. Houve critérios de avaliação e ponderação, e esse fator facilita, mas a escolha passou por mais que isso. Passou também por uma das conversas que tivemos da qual saímos sem dúvidas de que ele seria treinador e eu presidente", apontou,

Por José Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de P. Ferreira

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.