Jordi ganhou litígio ao Vasco da Gama

Guardião dos castores alegou justa causa para rescindir

• Foto: Carlos Gonçalves

A justiça brasileira deu razão a Jordi Martins no diferendo em curso com o Vasco da Gama e no qual o guardião reivindicou a desvinculação por justa causa, devido a salários em atraso.

O guarda-redes, que chegou à Mata Real no último defeso e tem contrato válido com os pacenses até 2022, saiu do emblema brasileiro em litígio, mas só agora viu o Tribunal de Trabalho dar-lhe razão na rescisão por justa causa.

O cerne da questão do guarda-redes, que usufruiu do estatuto de titular na era de Pepa, diz respeito a ordenados em atraso, tendo a justiça brasileira não só confirmado a razão de Jordi na quebra do vínculo com o Vasco da Gama, como a sentença contempla ainda que o emblema carioca tem de indemnizar o guarda-redes em um milhão de reais, o que à atual taxa de câmbio corresponde a qualquer coisa como 163 mil euros.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de P. Ferreira

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.