Pepa: «Houve uma entrega enorme e uma adaptação ao que o jogo pedia»

Treinador do P. Ferreira elogiou esforço da equipa pacense no empate diante do Gil Vicente

• Foto: LUSA / EPA

O Paços de Ferreira empatou (0-0) na receção ao Gil Vicente, em jogo da 17.ª jornada da Liga NOS, somando o segundo nulo consecutivo para o campeonato.

No final do encontro, Pepa acredita que o estado do relvado não permitiu a realização de um melhor espetáculo, acabando por dar os parabéns ao Gil Vicente pela estratégia e conquista de um ponto.

"Jogo difícil. Tentámos na primeira parte jogar mais apoiado, mas o estado da relva não permitiu. Depois o jogo ficou combativo, não tirou emoção. Na segunda parte fomos mais pressionantes, tivemos oportunidades, não fizemos e dividiram-se os pontos", afirmou o técnico do P. Ferreira.

Análise à estratégia do adversário

"É daqueles jogos que parecia que estava adormecido por parte do Gil, mas com estratégia bem definida. Tinham as linhas juntas, estavam de frente. Nós sabíamos disso e assumimos. Tentámos ganhar, não conseguimos, parabéns ao Gil pelo ponto que leva. Fizemos tudo para ganhar. O positivo que fica é o quarto jogo sem sofrer e as oportunidades que tivemos."

Registo defensivo na prova

"O não sofrer deixa-nos mais próximos de ganhar, mas o objetivo é o golo. Aliás, até nas bolas paradas, foi um risco assumido por nós. Sabíamos que podíamos ficar homem a homem cá atrás, mas o objetivo era procurar o golo. Tentámos de tudo. Fica o ponto. Houve uma entrega enorme e uma adaptação ao que o jogo pedia", finalizou.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de P. Ferreira

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.