A noite em que Vado partiu a loiça frente ao Sporting

Reviravolta em 1989

O Portimonense tem um registo interessante nas receções ao Sporting – 4 vitórias, 5 empates e 6 derrotas - e os adeptos alvinegros ainda guardam na memória a noite de 1 de abril de 1989: a menos de 20 minutos do fim, os leões ganhavam, por 1-0, mas acabaram por perder (3-1).

"É um daqueles jogos que marcam a vida de um futebolista", recorda Vado, então com 20 anos, que substituiu Nivaldo, aos 66 minutos, e rubricou uma espantosa exibição, coroada com duas assistências (para remates certeiros de César Brito e José Pedro) e um golo.

"Entrei em campo com a equipa a perder e não me passava pela cabeça ajudar a virar o jogo da forma como o fiz, em tão pouco tempo. Foi uma noite simplesmente perfeita, que me abriu as portas da seleção (estreia no Maracanã, frente ao Brasil, dois meses depois)", adianta Vado, que elogia o Portimonense daqueles tempos. "Guetov, Sérgio, César Brito, José Pedro e muitos outros. Grande, equipa, excelentes colegas!", recorda.

Olhando para o jogo desta noite, Vado reconhece que a equipa algarvia "tem tarefa difícil, pois o Sporting precisa de conquistar troféus esta época e vem de um resultado negativo, mas o Portimonense esteve bem contra Belenenses e Arouca, equipas da 1ª Liga, e oxalá não haja duas sem três."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Portimonense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.