Melhorar eficácia é fundamental

Os algarvios marcaram apenas cinco golos nos dez encontros disputados em 2020

• Foto: Ricardo Nascimento / Record

O Portimonense parte para as dez últimas jornadas da Liga sabendo que precisa de melhorar (e muito!) a eficácia de forma a evitar a descida. Os algarvios marcaram apenas cinco golos nos dez encontros disputados em 2020, à média exata de 0,5 por jogo, sendo que a média da época não é muito superior: 0,66.

Os cinco homens utilizados pelo Portimonense no eixo do ataque, ao longo da temporada, renderam apenas dois golos: um de Jackson Martínez e outro de Iury Castilho – que já partiu para o Renofa (Japão) – enquanto Beto, Mimi e Vaz Tê estão em branco.

Atendendo às conhecidas limitações físicas de Jackson Martínez e ao curto espaço de recuperação entre jogos neste recomeço da Liga, Mimi e Vaz Tê poderão ter mais minutos e... um papel importante no que aí vem.

Hoje, no regresso à competição, frente ao Gil Vicente, o treinador do Portimonense, Paulo Sérgio, não poderá contar com os médios Pedro Sá e Bruno Costa, ambos castigados. O treinador já relativizou as baixas, sabendo-se, contudo, da enorme influência de Sá no xadrez da equipa alvinegra, como pêndulo do meio-campo.

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Portimonense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0