Paulo Fonseca leva nega por Nakajima

Shakhtar pagava 10 milhões, mas algarvios já subiram a cláusula de rescisão para 20

• Foto: Filipe Farinha

O Shakhtar Donetsk, treinado pelo português Paulo Fonseca e líder do campeonato da Ucrânia, ofereceu ao Portimonense 10 milhões de euros pelo passe do extremo japonês Nakajima, mas levou como resposta um... não. É que a cláusula de rescisão do nipónico já subiu para 20 milhões.

Nakajima chegou a Portugal no início desta época, cedido pelo FC Tokyo, com o Portimonense a deter apenas 20 por cento dos direitos desportivos. Recentemente, a SAD dos algarvios adquiriu os restantes 80 por centro e o jogador ficou ligado aos algarvios por um contrato válido por quatro épocas. A cláusula de rescisão, que era de 10 milhões de euros, dobrou para 20 milhões, o que só deveria suceder a partir de 31 de janeiro.

Assim, quando o Shakthar Donetsk acenou com 10 milhões ao Portimonense, acreditando que esse era o valor inscrito na cláusula de rescisão, os algarvios responderam que só com o dobro dessa quantia Nakajima poderia sair.

Os ucranianos desmobilizaram, pelo menos para já. O objetivo da SAD do Portimonense passa por potenciar Nakajima até final da época, a fim de mostrá-lo ao mercado, sendo muito provável que no final da Liga NOS o nipónico rume a outras paragens.

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Portimonense

Notícias

Notícias Mais Vistas