Paulo Sérgio pede "competência e concentração" para vencer o V. Guimarães

Técnico do Portimonense garante equipa focada em conquistar mais três pontos

• Foto: Miguel Barreira

O treinador do Portimonense considerou esta sexta-feira a competência e a concentração "como essenciais" para que a equipa discuta o triunfo na receção ao V. Guimarães, no sábado, em jogo da 30.ª jornada da Liga NOS.

"Temos de ser muito competentes e estar concentrados, porque sabemos que temos uma equipa com muito valor pela frente, de grande tradição, e que vai ser uma partida difícil. Temos de ser competentes para continuarmos a somar pontos e para que possamos atingir os nossos objetivos", advertiu o técnico Paulo Sérgio.

O treinador falava na antevisão da partida que opõe o Portimonense, 17.º e penúltimo classificado, com 27 pontos, ao Vitória de Guimarães, sétimo, com 43, que se disputa no sábado, às 19h15, no Estádio Municipal de Portimão.

Segundo Paulo Sérgio, os jogadores algarvios estão conscientes das dificuldades que vão ter de enfrentar diante de um conjunto que está tranquilo na classificação, mas o foco está em conquistar os três pontos.

"Não nos passa outra coisa pela nossa cabeça, embora respeitando todos os adversários, mas acreditando muito nas nossas capacidades", frisou.

O técnico recordou que os resultados conseguidos nas anteriores jornadas, "são fruto do trabalho e da querença de todos", mas advertiu que "nada foi ainda conseguido".

"Temos os pés bem assentes no chão, somamos uma boa quantidade de pontos, mas ainda estamos abaixo da linha de água", sublinhou o treinador, acrescentando que "o foco e a concentração têm de continuar a ser máximos, para chegar o dia em que se possa dizer que foi dada a volta".

De acordo com Paulo Sérgio, todo o conjunto está orgulhoso do que já foi conseguido, "mas é necessário continuar com muita seriedade, porque ainda falta palmilhar muito caminho, cinco 'montanhas' até ao final da temporada".

"É importante que ninguém relaxe, porque qualquer relaxe pode penalizar-nos. Estamos abaixo da linha de água e temos de ser muito realistas", alertou.

Na opinião do treinador, a paragem forçada pela pandemia da covid-19 "acabou por dar tempo para afinar várias coisas e trabalhar melhor alguns aspetos, nomeadamente os processos entre a nova equipa técnica e os atletas".

"No fundo permitiu trabalhar para um melhor conhecimento entre todos nós, o que se tem refletido nos jogos", concluiu.

O Portimonense que ainda não perdeu após o campeonato ter sido retomado no início de junho, somou três vitórias - Gil Vicente (1-0), Marítimo (3-2) e Famalicão (1-0) - e dois empates - Benfica (2-2) e Santa Clara (1-1) - nos cinco jogos disputados, mas ainda assim continua nos lugares de descida, a três pontos do Vitória de Setúbal e do Tondela.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Portimonense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0