Portimonense já liquidou dívida ao At. Mineiro

Em causa os direitos de formação de Bruno Tabata

• Foto: Filipe Farinha

O Portimonense já pagou ao Atlético Mineiro 110 mil euros relativos aos direitos de formação do extremo Bruno Tabata, na sequência de uma decisão da FIFA, num processo que se arrastava desde 2015.

Lásaro da Cunha, vice-presidente do clube brasileiro, confirmou a chegada do dinheiro que, praticamente, não entrou nos cofres do Atlético Mineiro: o valor ajudou a liquidar uma dívida ao Caracas, da Venezuela, referente ao jogador Otero (135 mil euros).

O Portimonense, garantiu recentemente Theodoro Fonseca, acionista maioritário da SAD, "não deve nada a ninguém mas é credor de vários clubes e, sabendo das dificuldades provocadas pelo coronavírus, importa deixar claro que a solidariedade não pode funcionar só num sentido".

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Portimonense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0