Recordes de 30 anos para igualar

António Folha corre atrás da história

• Foto: Hélder Santos

Se o Portimonense ganhar ao Belenenses serão alcançados dois registos com 30 anos, num caso, e perto disso, no outro.

Um triunfo diante da equipa de Silas será o terceiro seguido do grupo orientado por António Folha e para encontrar um registo igual na Liga principal é necessário recuar a março de 1988 - o Portimonense, com Manuel Cajuda no banco, bateu V. Guimarães (1-0, fora, golo de Forbs), Boavista (1-0, casa, Sorensen) e Varzim (2-1, fora, Sorensen e José Carlos).

E uma vitória no sábado será também a terceira seguida em casa, depois de V. Guimarães e Sporting. Desde 1989 que o Portimonense não soma três triunfos consecutivos no seu reduto. Na altura, com José Torres no comando, foram... quatro: Beira-Mar (1-0, Getov), Chaves (3-1, César Brito e bis de Getov), V. Setúbal (3-0, novo bis de Getov e Augusto) e Sporting (3-1, César Brito, José Pedro e Vado).

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Portimonense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.