Carlos Carvalhal: «A história do jogo poderia ter sido outra»

Analisa empate com o V. Guimarães

• Foto: José Reis/Movephoto

Carlos Carvalhal, treinador do Rio Ave, analisou o empate deste domingo frente ao V. Guimarães, dizendo que a história do jogo poderia ter sido outra.

Análise do encontro

"Era importante desmontar as linhas fortes do Vitória nos momentos defensivos e, na primeira parte, com passes e desmarcações, conseguimos. Sabíamos que tinha de ser um jogo de paciência e que seria importante chegar primeiro ao golo. Conseguimos tudo isso, mas, para mim, o momento do jogo é o golo do empate, porque nos obrigou desgastar. Com a expulsão [de Borevkovic, aos 57 minutos], o jogo inverteu-se. O Vitória assumiu o controlo, teve mais oportunidades, mas conseguimos responder às dificuldades, juntámos as linhas, e tentámos apostar nas transições. Acabámos por conseguir um ponto, que não é bom nem é mau. Somamos agora sete no campeonato, mas o mais importante foi perceber o nível de coesão da equipa. Pena foi não termos sido mais eficazes e, se não tivéssemos sofrido aquele golo, a história do jogo poderia ter sido outra."

Prestação no campeonato

"Estamos satisfeitos, perdemos pontos em jogos que acabámos reduzidos a 10 elementos, e nos outros tivemos vitórias boas. Estamos bem posicionados, mas estamos apenas no início".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0