Carlos Carvalhal: «Respeitamos o Paços na mesma proporção que respeitamos a nossa ideia de jogo»

Treinador do Rio Ave fez a antevisão da partida com o P. Ferreira

• Foto: Bruno Teixeira Pires

Depois de uma longa paragem competitiva, o Rio Ave regressa ao campeonato com um jogo frente ao P. Ferreira. Na antevisão da partida, Carlos Carvalhal, técnico dos vila-condenses, deixou elogios ao adversário, mas assumiu a vontade de conquistar os três pontos na Mata Real na partida desta sexta-feira.

O Rio Ave não joga para a Liga NOS desde 29 de setembro, no entanto, Carlos Carvalhal optou por não valorizar o facto. "O calendário é aquilo que é, os jogos são o que são e temos de estar preparados para a realidade. Temos de estar preparados para este jogo com o P. Ferreira, que marca o regresso do campeonato. Em termos de trabalho, a semana foi muito boa, tivemos excelente indicadores. Toda a gente merece ser convocada, a parte mais dolorosa é que só podemos convocar 18. Estamos confiantes para o jogo, preparámo-nos bem, embora saibamos que vai ser um jogo difícil", afirmou.

Salientando o aspeto de querer que a confiança e qualidade da equipa se reflitam no encontro, o técnico do conjunto vila-condense continuou deixando elogios ao adversário: "Já com o Filó o Paços era uma equipa organizada e competitiva, apenas não estava a conseguir resultados. Com a entrada do Pepa houve algum efeito psicológico imediato e, de forma natural, as ideias do treinador vão sendo cada vez melhor assimiladas. O Paços merece todo o nosso respeito, é uma equipa competente, tem um treinador competente e sabemos que é um campo difícil para se jogar. Esperamos um Paços de Ferreira aguerrido, organizado e uma equipa com identidade. Respeitamos o Paços na mesma proporção que respeitamos a nossa ideia de jogo. Queremos que o nosso jogo se superiorize ao adversário, essa é sempre a nossa intenção".

Carlos Carvalhal concluiu fazendo referência a eventuais mudanças táticas que possam acontecer, situação que se verificou no jogo da Taça. "Mais importante do que o sistema é o entendimento do jogo por parte dos jogadores. A mudança do sistema de jogo não é um problema, pode até ser um aspeto positivo relativamente à surpresa que podemos causar nos adversários. Já passamos por vários sistemas e a equipa nunca perdeu a identidade", finalizou.

A partida entre P. Ferreira e Rio Ave está agendada para as 20h30 desta sexta-feira.

Por Diogo Matos
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.