Corredores renovados para blindar a defesa

Miguel Cardoso prepara a deslocação ao Estádio da Luz

• Foto: Simão Freitas

O treinador Miguel Cardoso prepara a deslocação ao Estádio da Luz com várias limitações de recursos devido a castigos, mas principalmente lesões, na certeza que está a delinear a estratégia com pelo menos três alterações na estrutura defensiva, isto relativamente à equipa que saiu derrotada (4-1) de Portimão, na última jornada.

Duas delas dizem respeito aos corredores, na certeza que o lateral-esquerdo Yuri Ribeiro não pode ser opção por estar em Vila do Conde a título de empréstimo dos encarnados, ao passo que a adaptação de Pedro Moreira à ala direita no Algarve não correu como o pretendido.

Posições com influência na dinâmica da equipa que Miguel Cardoso colmatará com o recurso ao brasileiro Bruno Teles, na esquerda, apesar de ainda não haver confirmação oficial sobre a disponibilidade física de Nadjack para ocupar a vaga na direita já neste compromisso na Luz.

O defesa natural da Guiné-Bissau voltou a integrar os trabalhos de ontem de modo progressivo, pelo que o desenrolar da sessão de hoje poderá ajudar o treinador a formular uma ideia concreta sobre a perspetiva de apostar na sua titularidade.
Em circunstâncias idênticas estão Marcelo e Lionn, sendo que o central voltou a trabalhar limitado a corrida ligeira e o lateral continua a recuperar da concussão cerebral que sofreu no jogo frente ao Boavista.

Leandrinho à espreita

Para agravar este cenário caótico há ainda a impossibilidade do médio Pelé dar o seu contributo devido ao limite de cartões amarelos permitidos pelos regulamentos. Vaga em aberto na posição mais defensiva do miolo que poderá ser ocupada pelo brasileiro Leandrinho, unidade que foi sempre a alternativa quando Miguel Cardoso abdicou de Pelé ou Tarantini. 

Desafio no palco proibido

O Rio Ave nunca conseguiu vencer o Benfica na Luz e o balanço dos 24 desafios disputados no palco da águia não rendeu mais do que quatro empates. A somar a este cenário de dificuldade acresce o facto de os vila-condenses terem perdido todos os duelos realizados em Lisboa nas últimas nove temporadas.
Sequência demasiado nefasta para as aspirações do técnico Miguel Cardoso também pelo volume de golos sofridos, com o Rio Ave a encaixar uma média superior a três golos nos últimos nove encontros. Resta mudar o rumo.

Reforço interno

André Silva, avançado de 20 anos da equipa B, foi a surpresa que o Rio Ave reservou para o último dia de mercado para colmatar a saída de Yazalde. O jovem brasileiro, agora com o estatuto de 3º avançado, treina-se às ordens de Cardoso mas vai continuar a jogar pela B. 

Por Pedro Malacó
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0