José Gomes: «Não havia como recusar este projeto extraordinário»

Novo técnico dos Vilacondenses não escondeu a satisfação por voltar a Portugal

• Foto: Rio Ave FC

O treinador José Gomes justificou esta segunda-feira o seu ingresso no Rio Ave, da Liga NOS, com a vontade de regressar a Portugal e a possibilidade de abraçar "um projeto extraordinário" e "irrecusável".

"O Rio Ave é um grande clube, com uma ambição desportiva de nível europeu e uma organização fantástica. Também estive fora do país alguns anos, mas sempre acompanhando o campeonato, como é normal, e por este conjunto de fatores não havia como recusar este projeto extraordinário, um projeto irrecusável", disse José Gomes no dia do arranque dos trabalhos do Rio Ave.

O técnico, de 47 anos, os últimos oito passados a treinar no estrangeiro, relativizou a profunda transformação no plantel que herdou, lembrando que "este ano não foge à regra" do que aconteceu também em 2017/18, confiante na organização do Rio Ave e no seu scout fantástico".

"O clube está preparado. No futebol, ninguém consegue nada sozinho e este é um projeto do clube que abraço com toda a força, energia e motivação", afirmou José Gomes, anunciando que o objetivo passa por "conseguir o melhor resultado possível, valorizar os ativos e dar a conhecer os jovens valores".

Adepto de um futebol "bem jogado" e pelo "jogo que atrai adeptos ao estádio", José Gomes admitiu poder abdicar de uma ou outra ideia para melhor ajustar o modelo às características dos jogadores que terá à sua disposição, num plantel ainda aberto.

"Saíram muitos jogadores e faltam alguns. Vão entrar um guarda-redes, defesas, médios extremos e pontas de lança. É um plantel em renovação e com muito trabalho pela frente", concluiu o técnico.

O presidente António Silva Campos ouviu o técnico no relvado e reservou-lhe alguns elogios, ao considerar que "o 'mister' (José Gomes) enquadra-se no perfil de treinador de futebol positivo e é a pessoa ideal para este projeto".

"Durante o ano, estamos atentos ao mercado, temos jogadores selecionados, alguns já estão contratados", assegurou o presidente do Rio Ave, acrescentando ter a expectativa de poder vir a contratar "dois ou três jogadores com qualidade acima da média".

António Silva Campos colocou o foco em repetir "uma boa época", esperançado num sorteio feliz na segunda pré-eliminatória da Liga Europa, na próxima semana.

"[Na Europa] Estamos preparados para o que der e vier e no campeonato queremos um dos oito primeiros lugares, criando alguma expectativa no futuro", sublinhou o responsável máximo do Rio Ave minutos antes de o plantel dar início no relvado principal do clube ao primeiro treino oficial da nova temporada.

O Rio Ave iniciou hoje os trabalhos de preparação para 2018/19, com a realização de exames médicos pela manhã, que se repetirão na terça-feira, reservando o período da tarde para o primeiro contacto dos jogadores com o relvado e a bola.

Apresentaram-se 22 jogadores, cinco deles reforços (o anúncio da contratação do central belga Buatu está preso por pormenores burocráticos) e oito sub-23.

José Gomes, cuja última experiência em Portugal foi como adjunto do FC Porto, entre 2008 e 2010, lidera a equipa técnica, composta ainda por Jorge Mendonça (adjunto), Jorge Batista (responsável pelo treino dos guarda-redes) e João Penedo (vídeo analista). Transitam Augusto Gama (adjunto) e Pedro Gomes (analista).

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0