Miguel Cardoso e o duelo com o Santa Clara: «Pode ser o jogo mais importante da época»

Treinador do Rio Ave destacou a importância do encontro da 32.ª jornada da Liga NOS na luta pela permanência

Miguel Cardoso reconheceu este domingo que o jogo desta terça-feira, frente ao Santa Clara, da 32.ª jornada da Liga NOS, "pode ser o mais importante da época" para a sua equipa.

O conjunto vila-condense, que não vence há nove jornadas consecutivas, está envolvido na luta pela permanência no principal escalão do futebol nacional, mas o técnico acredita que na deslocação aos Açores a equipa "vai somar pontos".

"Este jogo pode ser o mais importante da época se o ganharmos. Se não o conseguirmos, teremos que olhar para a frente e continuar a acreditar, embora pense que isto [luta pela permanência] vai até final e que temos possibilidades de somar pontos em todos os jogos", analisou o técnico Miguel Cardoso.

O treinador do Rio Ave assegurou que o grupo está consciente da "importância do momento e do que significa ganhar", mas deixou o alerta de que "é preciso fazer o trabalho próprio"

"Está na altura de as coisas fluírem. Trabalhámos sobre um plano de jogo, mas com um foco muito grande no que vem de trás e que temos de levar ao limite. É importante que neste jogo haja uma clara intenção coletiva de cumprir com o plano, assim como é fundamental o controle emocional", vincou Miguel Cardoso.

Além dessa "estabilidade emocional", o treinador pediu "rigor nos comportamentos", não considerando que a posição mais tranquila do Santa Clara na tabela classificativa possa ser uma vantagem ou desvantagem para o Rio Ave.

"As equipas têm um nível de seriedade muito grande e querem ganhar. Os jogadores são profissionais e certamente querem fazer mais pontos. O que acredito que vai acontecer é que quando o árbitro apitar surjam duas equipas a competir para vencer", partilhou Miguel Cardoso.

O técnico reconheceu que também está atento aos resultados dos adversários que estão envolvidos com o Rio Ave na luta pela permanência, nomeadamente, pelo facto dos três últimos classificados na Liga defrontarem, nesta jornada, os tês primeiros.

"Não podemos ser ingénuos e dizer que os jogos dos outros não contam. As contas no final também são feitas com os pontos que os outros não conseguem, mas é fundamental que nós somemos pontos. Acho que vamos conseguir e sinto energia para isso", assinalou Miguel Cardoso.

Para este desafio, o treinador dos vila-condenses já tem nas opções o avançado Rafael Camacho, mas não poderá contar com o castigado Tarantini, além dos lesionados Jambor, Júnio Rocha e André Pereira.

O Rio Ave, 15.º classificado, com 31 pontos, joga esta terça-feira no Açores, frente ao Santa Clara, sétimo, com 37, numa partida agendada para as 15:00, que terá arbitragem de Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.