Miguel Cardoso: «Estamos num processo de crescimento»

Treinador do Rio Ave satisfeito com a vitória dos seus jogadores em Guimarães

• Foto: LUSA / EPA

Miguel Cardoso mostrou-se satisfeito pela vitória (3-1) frente ao Vitória de Guimarães, em jogo a contar para a 19.ª jornada da Liga NOS, resultado que permite à formação vilacondense respirar um pouco de alívio na tabela classificativa.

"Queria-me sair a palavra organização, mas, muitas vezes, a palavra organização é confundida. Eu prefiro rigor. Sabíamos ao que vínhamos e o nível de dificuldade do jogo, frente a um adversário que poderia ganhar hoje e na quarta-feira [em jogo adiado com Farense], para igualar Benfica [quarto classificado] e Sporting de Braga [terceiro] na classificação. Tínhamos o nosso plano de jogo, ao qual tínhamos de ser muito fiéis para ganhar. Transformámos probabilidades em possibilidades para ganhar o jogo", começou por dizer o técnico da equipa vilacondense, em declarações no final do jogo à Sport TV.

Melhorias na equipa no aspeto defensivo

"Sob o ponto de vista defensivo, temos crescido. É aí que as equipas ganham confiança. Tenho referido, desde o primeiro jogo, que esse tem sido sempre o nosso foco. Foi isso que trouxemos para o campo. Os resultados acontecem fruto de mérito e, por vezes, de erros."

"Estamos num processo de crescimento"

"Iria defender sempre um plano de jogo que passasse por pôr em campo os melhores jogadores no momento. A construção de uma equipa passa por o treinador conhecer os jogadores que tem e a identidade do clube. Estamos num processo de crescimento. Trabalhar sobre vitórias dá-nos mais ânimo, mas prevejo um campeonato duríssimo até ao final. Hoje, teria sido mais difícil manter níveis de estabilidade emocional com o público aqui. A ausência de público traz mais igualdade [às equipas]."

Elogios a Aderlan Santos e Nélson Monte

"Em relação ao Aderlan [Santos], parabenizo os bons comportamentos. O Nélson [Monte também] esteve bem, os médios tiveram trabalho de sapa, terrível na forma como se tiveram de desdobrar. Os meus alas conseguiram uma relação muito boa com os laterais. As coisas fluíram e acabaram por acontecer bem."

"Sinto que cheguei no momento certo"

"A felicidade por estar aqui é tão grande que sinto que cheguei no momento certo. O Rio Ave tem atingido resultados [na luta pela Liga Europa] nos últimos anos, que resultam do trabalho. O que quero é rigor, disciplina, organização. Sabemos bem o contexto em que estamos. Focamo-nos no que podemos fazer em cada momento, com tranquilidade e com sossego", terminou.

Por Record com Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.