Record

Quando todos os dias são vividos em família

IRMÃOS GAMA E GOMES SÃO CASO ESPECIAL NO FUTEBOL

A tradição apregoa o Natal como a época propícia à reunião das famílias. No Rio Ave, há duas que se juntam diariamente.

Bruno Gama e Vítor Gomes são os irmãos mais novos de Augusto Gama e Zé Gomes, respetivamente treinador-adjunto e lateral-direito da equipa. Os Gama e os Gomes falaram a Record do seu Natal e da pouco habitual convivência familiar no seio do grupo.

"É um Natal comum como o de tantas famílias. Só que nós somos 8 irmãos e então juntávamo-nos sempre umas 30 pessoas", atira logo Bruno Gama, habituado à noite de reboliço vivida em Lanhas, Vila Verde, residência dos pais. O irmão Augusto relembra ceias de Natal "com mais de 50 pessoas, do tempo em que os avós eram vivos".

Alegria e tristeza

Pelas Caxinas, nascidos entre o povo bairrista daquela zona piscatória, Zé e Vítor Gomes relembram uma tradição muito própria. "Não sei como começou. Sei que em casa dos meus pais é costume colocar umas mantas no chão e todos nós ceamos lá sentados. Comemos bacalhau, claro", refere Zé Gomes, antes de relembrar os "momentos de alguma tristeza" que, curiosamente, Vítor recorda com um sorriso rasgado.

"A esposa do meu irmão é de Bragança e por isso em alguns Natais ele não esteve presente em nossa casa. Quando lhe ligava terminava sempre a chorar", diz, sorridente, quem vai receber pela primeira vez toda a família na sua nova casa.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

M