Tarantini e o jogo com o FK Borac: «Não há margem de erro»

Experiente médio dos vila-condenses fez a antevisão ao encontro a contar para a segunda pré-eliminatória da Liga Europa

• Foto: Nuno Fonseca / Movephoto

"Não há margem de erro". Esta foi a mensagem que Tarantini deixou bem saliente na antevisão ao encontro entre Rio Ave e FK Borac, a contar para a segunda pré-eliminatória da Liga Europa. O experiente médio dos vila-condenses acredita que a experiência europeia da equipa poderá ser determinante para levar de vencida a turma bósnia.

"Contexto bem diferente por causa do fator de este ser um jogo a uma mão. É preciso trazer experiência a este tipo de jogos. A equipa que vamos defrontar tem já vários jogos, no campeonato, Taça, Liga Europa... Acredito que é preciso trazer toda a experiência que nos fez, no passado, passar eliminatórias, e que nos fez também aprender com os erros. É um jogo muito especial porque representa muita coisa para nós. Não há margem de erro, pois é só a uma mão", começou por referir o capitão do Rio Ave.

Rio Ave só ter ganho um jogo fora de casa na Europa, precisamente o primeiro, em 2014/15

"Essa análise vale o que vale. Nem tinha noção desse fator. Na nossa perspetiva não acrescenta muito, mas claro que conhecendo esse dado traz-nos mais responsabilidade sobre o jogo. Serão 90 e não 180 minutos, não há margem de erro."

Cotação do Rio Ave superior à do Borac

"Ser mais ou menos cotado vale o que vale. Há um pouco de conhecimento sobre o que fazemos. Hoje em dia a tecnologia permite aos clubes terem mais conhecimento das equipas distantes, e eles também não devem conhecer-nos tão bem porque não fizemos jogos oficiais. Não nos queremos agarrar à questão do jogo ser em casa ou fora. Não tivemos a pontinha de sorte no sorteio, é o que é, e temos de saber lidar com isto."

Plantel perdeu Nuno Santos e Taremi e o resto manteve-se

"A continuidade garante capacidade de nos conhecermos e isso pode ser um ponto a favor e definitivamente ponho isso como um fator positivo para amanhã. Este ano não houve entrada de tantos jogadores, a entrada de um treinador muda muita coisa, mas também sabemos qual a nossa capacidade de adaptação, como aconteceu nos últimos anos."

Borac forte dentro de portas

"Se o Borac é forte em casa, teremos de ser melhores para os superar. Para nós é o primeiro teste a sério. Temos o objetivo muito grande de passar este jogo, é muito importante passar e queremos manter o nível do ano passado. O que nós queremos pode não acontecer no jogo, mas temos de estar muito bem preparados, pois teremos um belo desafio pela frente. Que a equipa se encontre amanhã e continue a fazer os mesmos resultados com que terminou a última época", concluiu.

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.