Grito de revolta

Clemente deixa críticas às arbitragens e pede respeito nas últimas jornadas da 2.ª Liga

Clemente (à dir.) ainda acredita na subida de divisão
• Foto: Simão Freitas

O plantel do Santa Clara sente que tem sido prejudicado pelas arbitragens e pede um tratamento diferente nas últimas jornadas.

"Merecemos mais respeito dos árbitros. Os jogadores, treinadores e dirigentes estão revoltados com esta situação. Pedimos respeito porque o que aconteceu na última jornada foi muito grave", sustenta o avançado Clemente, indicando que houve uma gritante "dualidade de critérios" no encontro com o Ac. Viseu, no qual dois jogadores viram vermelhos diretos e o treinador Carlos Pinto também recebeu ordem de expulsão. "Joguei dez anos no continente e sinto que é mais fácil marcar um penálti ou expulsar um jogador do Santa Clara. Não peço para ser favorecido, mas que exista justiça. Esta situação é revoltante", argumenta.

Clemente, de 33 anos, explica que sempre jogou da mesma forma, mas no Santa Clara "é visto como um jogador que faz simulações", acrescentando que viu "mais cartões amarelos em três anos nos Açores do que em toda a carreira no continente".

O avançado garante que o plantel vai lutar contra estas contrariedades e promete "um grito de revolta" frente ao Aves. "A nossa equipa não é agressiva ou indisciplinada. Apenas jogamos com raça e entrega", sublinha. Apesar de estar a dez pontos da zona de subida, Clemente acredita que "é possível" lutar pela promoção.

Por Luís Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Santa Clara

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.