Daniel Ramos quer vitória diante do Nacional para Santa Clara voltar a "sorrir"

Açorianos perderam na jornada passada diante do FC Porto, naquela que foi a segunda derrota consecutiva no campeonato

• Foto: Ricardo Nascimento

O treinador do Santa Clara, Daniel Ramos, disse esta sexta-feira querer voltar às vitórias na 9ª jornada da Liga NOS, frente ao Nacional, para a equipa tornar a "sorrir" e subir na classificação.

"Pensamos em vencer e subirmos na tabela classificativa e voltarmos novamente àquilo que nos faz rir e sorrir, que é vencer e são os pontos. Depois entender que, do outro lado, está uma equipa competitiva, que está a jogar em casa e que tem os mesmos pontos que nós", declarou o técnico.

Daniel Ramos falava esta sexta-feira no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, antes da deslocação à Choupana, na Madeira.

O Santa Clara perdeu na jornada passada por 1-0, diante do FC Porto, nos Açores, o que significou a segunda derrota consecutiva no campeonato, depois do desaire com o Tondela (2-0).

"Fizemos um jogo positivo com o FC Porto, à exceção dos últimos 30 metros onde podíamos ter sido mais incisivos. Há que dar continuidade a essa melhoria significativa, acho que fomos uma equipa sólida a atacar e a defender", assinalou Ramos.

O treinador reconheceu que "ganhar faz toda a diferença", mas defendeu que o "lado exibicional" que a equipa tem apresentado nos últimos jogos "não tem sido recompensado" com pontos.

"É claro que o ganhar faz toda a diferença. Futebol é resultado, quer queiramos, quer não. As exibições são importantes, mas são mais esquecidas", declarou.

Sobre a maneira de jogar da equipa, o técnico destacou que os açorianos são "uma equipa capaz de perceber" que não é "necessária muita posse de bola" para criar oportunidades de golo: "queremos vencer no resultado e naquilo que é a objetividade pela baliza".

Daniel Ramos considerou ainda o Nacional uma "equipa homogénea", que "tem jogadores rápidos na frente" e "médios bons tecnicamente que gostam de ter bola".

"É uma equipa que eu não diria ser mais forte a defender ou mais forte a atacar. Diria que é uma equipa que tem algum equilibro no ataque e defesa. Nós identificamos isso e há aspetos do ponto vista estratégico, que não vou desvendar, mas que nos interessa explorar", apontou, referindo-se à equipa madeirense.

Nos últimos dois jogos do campeonato, o Nacional somou uma derrota, na última jornada frente ao Portimonense (1-0) e uma vitória diante do Gil Vicente (2-1).

O Nacional, sétimo classificado com dez pontos, recebe o Santa Clara, oitavo também com dez pontos, no próximo domingo, às 15:00, no estádio da Madeira.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Santa Clara

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.