João Henriques: «Derrota não retira brilhantismo ao que temos feito»

Técnico do Santa Clara reconhece que a equipa teve oportunidades para ganhar o jogo

• Foto: Hélder Santos

O Santa Clara vinha de quatro vitórias consecutivas mas este domingo acabou derrotado na visita ao Moreirense por 2-1 em partida da 22ª jornada da Liga NOS.

João Henriques considerou que a expulsão de Rafael Ramos aos 62 minutos, com o jogo empatado a um golo, acabou por ser decisiva, mas lamentou também alguma falta de eficácia da sua equipa.

"Há um jogo antes da expulsão e outro depois. Mesmo assim, nos dois momentos, as melhores oportunidades foram do Santa Clara. Tivemos manifesta infelicidade em algumas delas. Não me recordo que o Moreirense tenha tido mais oportunidades claras para além dos golos. Tanto na primeira como na segunda, tivemos mais oportunidades flagrantes. Se tivéssemos concretizado, poderíamos ter tido outro resultado. Mas o futebol tem destas coisas: fomos infelizes", assumiu o técnico dos açorianos na sala de imprensa do Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

"Fizemos um jogo competente e chegámos mais às zonas de finalização, enquanto o Moreirense esteve mais na expetativa, à espera da transição. Sofremos um golo [1-0], numa perda de bola na primeira ou na segunda fase de construção. Depois, começámos a subir, a ser mais pragmáticos no último terço. A derrota não retira brilhantismo ao que temos feito. Considero que o empate era lisonjeiro. Ao que criámos, poderíamos ter ganhado o jogo", acrescentou.

Frustração... positiva

"A frustração neste grupo de trabalho quando não consegue materializar o trabalho em pontos é enorme. Temos um grupo muito ambicioso. Queremos sempre mais e melhor. Em todas as derrotas até hoje, os jogos foram sempre equilibrados, tirando um ou dois em que perdemos bem. Somos uma equipa competitiva, que pode lutar em qualquer campo, contra qualquer equipa. Não podemos elevar os níveis de frustração demasiado altos. O grupo trabalha bem durante a semana, trabalha bem nos jogos, nunca 'vira a cara', nem deita a 'toalha ao chão'. Após a expulsão, terminámos o jogo com três centrais e um deles junto aos avançados, para criarmos mais situações de finalização e tentarmos o empate. A frustração é boa na medida certa; é o reconhecimento de que este grupo é muito competente e competitivo".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Santa Clara

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.