João Henriques: «Não podíamos ter deixado o adversário confiante»

Treinador do Santa Clara na reação à derrota frente ao Marítimo

• Foto: Miguel Barreira

O Santa Clara perdeu por 1-0 na receção ao Marítimo e João Henriques lamentou a apatia dos açorianos na 1.ª parte e considerou que a forma como o adversário foi ganhando confiança acabou por ser crucial para o desfecho do jogo.

"Queremos vencer todos os jogos, mas temos de ultrapassar o adversário e hoje não o conseguimos fazer. Na primeira parte praticamente não existiu Santa Clara. A segunda parte foi completamente diferente e melhoramos até sofrer o golo. A partir daí foi um jogo mais dividido, o Marítimo foi criando perigo, e o golo a poder acontecer em qualquer uma das balizas. Não podíamos ter deixado o adversário confiante no jogo", afirmou o técnico na sala de imprensa da Cidade do Futebol. 

O técnico dos açorianos admite que as novas rotinas do plantel e equipa técnica do Santa Clara após a retoma do campeonato - a viver no continente e a jogar em 'casa' na Cidade do Futebol - não têm sido fáceis de lidar, mas está confiante já para o próximo desafio frente ao Sporting.

"Não é fácil estar tanto tempo numa unidade hoteleira, com as mesmas rotinas, sem a família por perto, e isso começa a pesar. É mais fadiga mental do que física e sabíamos que isto ia acontecer. Mas temos agora uma semana até ao próximo jogo e estou confiante de que vamos dar uma boa resposta. Confiamos que a estratégia para os últimos quatro jogos vai trazer resultados, e já em Alvalade, frente ao Sporting, vamos dar uma boa resposta. É um jogo indicado para nos reabilitarmos animicamente e mantermos as nossas metas e objetivos".

Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Santa Clara

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0